Venezuela vai pré-minerar sua criptomoeda Petro e será lançada dentro de 6 semanas

0 Comentários

Um dia depois que a criptomoeda com base no petróleo da foi declarada ilegal, o do presidente anunciou planos para pré-minerar a . A nova moeda deverá ser lançada em seis semanas.

da “Petro” restrita ao Governo

O superintendente venezuelano de e atividades relacionadas, Carlos Vargas, anunciou durante uma transmissão da Venezolana de Televisión na quarta-feira, conforme relatado por El Universal:

“O petro não será minerável, mas [será] pré-minado, ou seja, a emissão completa estará sob o controle do país. Além disso, será atribuído com um procedimento semelhante ao de um leilão.”

“Em um período de um mês e meio, a venda da criptomoeda do petróleo ocorrerá” e as pessoas poderão criar suas carteiras digitais, acrescentou o superintendente.

Leia também  Plataforma IQeon transforma os conceitos que temos na Indústria de Jogos

Ele explicou ainda:

“Teremos uma criptomoeda cuja verificação e uso em todas as casas de câmbio serão suportados em uma plataforma amplamente conhecida, o que permitirá que o petro comercializado em qualquer parte do mundo sem grandes restrições”.

Mudança de plano para os mineradores

Desde o anúncio da Petro no início de dezembro, Maduro afirma ter recrutado mineradores em todo o país para explorar sua nova moeda. Ele criou um registro, que permanecerá aberto até 20 de janeiro para todos os mineradores do país se registrarem.

Com a revelação de quarta-feira de que o petro só será pré-minado, Vargas declarou que o registro “é uma inscrição para registrar mineração. Este é um registro público das pessoas que mineram criptomoedas “, disse.

Leia também  CFTC: Tether e Bitfinex são intimadas a darem explicações

Enquanto a criptomoeda não é ilegal na Venezuela, houve algumas prisões por roubo de eletricidade no passado. Citando que as atividades de mineração geram receitas significativas e, posteriormente, renda para o setor, Vargas explicou que com o registro:

“As pessoas poderão minerar sem temer perseguição, e todos esses mineradores são convidados para uma reunião que está sendo organizada para a mineração.”