Uzbequistão e Bielorrússia buscam a Coreia do Sul para parceria e investimento em criptomoedas

0 Comentários

A fama em e Fintechs da Coreia do Sul e toda a experiência que os profissionais do país possuem está atraindo os olhares de outros países. Como é o caso do e a , que estão em constante negociação para a expansão do mercado.

O Uzbequistão legalizou o comércio de ativos digitais e buscou na reconhecida experiência sul coreana, especialistas para desenvolver um projeto e criar a sua primeira exchange de criptomoedas no país.

O Uzbequistão reflete a pobreza herdada da União Soviética, tendo em seu território 60% da população residindo em zonas rurais, é o segundo maior exportador de algodão do mundo, um grande produtor de ouro e gás natural que busca essa nova indústria para alavancar a economia do país.

O presidente do Uzbequistão Shavkat Mirziyoyev, assinou a autorização para as atividades de negociação de criptomoedas no país o que facilita a expansão do mercado. Já a Bielorrússia tenta criar atrativos para conquistar novos investimentos em Fintechs, segundo o jornal coreano Joongang Daily, diplomatas visitaram a Coreia do Sul buscando criar e fortalecer laços empresáriais para investirem no país em empresas de Fintech e Blockchain.

Leia também  Maior grupo de câmbio da Rússia faz parceria com a Waves para desenvolver carteira de criptomoedas para bancos

Em entrevista, o vice-ministro de relações exteriores Andrei Dapkunas destacou a importância da inovação da política do seu governo para atrair FintechsStartups e desenvolver aplicações Blockchain no país.

Ideias promissoras e bons relacionamentos entre países atrai mais investidores

As duas nações, Coreia do Sul e Bielorrússia, já possuem um excelente relacionamento, pois o mercado de exportações está forte e em constante crescimento. Produtos de informática, eletrônicos, semicondutores, instrumentos ópticos e lasers são exemplo dos produtos comercializados.

Com a legalização das criptomoedas no Uzbequistão, o país está buscando desenvolver um projeto para criar uma plataforma estatal de negociação de moeda nacional, autoridades em Tashkent, capital do Uzbequistão estão recebendo auxílio da KOBEA (associação de negócios de Blockchain da Coréia) para o projeto.

Leia também  Membro do órgão regulador de criptomoedas é encontrado morto em sua casa na Coreia do Sul

As autoridades do país e da KOBEA estão a alguns meses em negociação para fecharem um acordo para desenvolver o projeto, batizado de Uzbequistão revolution 4.0.

O projeto terá como objetivo a transação de criptomoedas, construção de um centro de mineração e a criação de uma academia de Blockchain, a KOBEA está assessorando para que ocorra a legalização das ofertas iniciais (ICOs).

A experiência e conhecimento dos profissionais da Coreia do Sul é um fator essencial para a introdução ao ensino sobre Blockchain, pois o governo estuda lançar novos cursos nas faculdades do país sobre os assuntos e também a formação de um grande complexo de pesquisa na capital.

Guia do Bitcoin

Vai ficar de fora?
Para manter-se atualizado sobre novidades, ofertas e dicas, informe-nos que você gostaria de receber atualizações por e-mail inserindo seu endereço de e-mail e clicando para se inscrever. Como usamos as suas informações?​

INSCREVER
close-link