Um guia para iniciantes: O que são carteiras digitais?

Não há dúvidas de que, com a evolução da tecnologia, a maneira como interagimos com o mundo vem sendo drasticamente transformada. Assim, quando pensamos no setor de pagamentos, tais mudanças também são visíveis. Vimos as cédulas e as moedas serem substituídas por cheques e, em seguida, por cartões, não sendo difícil, nos dias atuais, encontrar pessoas que não possuem uma única cédula de dinheiro na carteira. Todavia, estamos, mais uma vez, passando por um período de transição, em que a tendência é não andarmos mais sequer com os queridos cartões de crédito, mas fazermos uso somente de dispositivos eletrônicos nas nossas transações financeiras. É aqui que surgem as chamadas carteiras digitais.

As carteiras digitais partem do mesmo princípio que uma carteira tradicional de dinheiro, isto é, enquanto nesta guardamos cédulas, moedas e cartões de crédito, por exemplo, naquela a ideia é armazenar dados financeiros e de identidade do usuário, no mundo virtual, sendo possível, dessa forma, realizar uma série de operações de maneira mais cômoda e rápida.

Para fazer uso do serviço, é preciso criar uma conta com uma empresa que o ofereça, a exemplo do Paypal, PagSeguro, Skill, Flip, Oi Carteira ou baixar um aplicativo. Uma vez feito isso, basta cadastrar suas informações, como nome, endereço e dados dos seus cartões de crédito ou ainda inserir créditos. Nesse sentido, um dos objetivos por trás das carteiras digitais, é que futuramente as pessoas não mais necessitem sair de casa com cartões e dinheiro, bastando apenas possuir um dispositivo eletrônico na hora das compras.

Sendo assim, o conceito de carteira eletrônica está intimamente ligado aos aparelhos smartphones e a tecnologia NFC – Near Field Communication, como veremos adiante.

Leia também  Buscas no Google por "Bitcoin" na Venezuela cresceram mais de 400%

Pagamentos realizados com moedas virtuais – criptomoedas -, como o Bitcoin, estão também cada vez mais difundidos. Já as carteiras de Bitcoin são softwares capazes de armazenar essas moedas virtuais, existindo cinco espécies principais: Móvel, Desktop, Hardware, On-line e Papel. Todavia, o que essas carteiras de Bitcoin guardam são, na realidade, chaves criptografadas privadas usadas para acessar endereços públicos de Bitcoins e assinar transações, uma vez que as criptomoedas existem apenas no mundo virtual.

Além disso, apesar de a princípio as carteiras digitais estarem essencialmente relacionadas com transações financeiras, existe a possibilidade de também serem armazenados documentos pessoais, como identidade, carteira de motorista, carteira de planos de saúde etc.

Grande parte dos serviços relacionados às carteiras digitais funcionam através de aplicativos em smartphones e da tecnologia NFC – Near Field Communication.

O que seria então “NFC”?

A Near Field Communication nada mais é que uma tecnologia que permite que a conexão entre dois aparelhos seja feita por radiofrequência. Para que isso aconteça, faz-se necessário que os dispositivos estejam a apenas poucos centímetros de distância. Dessa forma, é possível realizar pagamentos e vender produtos ou serviços apenas aproximando um celular que detenha um chip com tecnologia NFC de um equipamento compatível. Ao aproximar os dispositivos, o nome do produto e o valor da compra aparecerão na tela de seu smartphone e você terá a opção de confirmar a compra, sendo o valor debitado usando a forma de pagamento cadastrada.

Ao realizar um pagamento via NFC, a transmissão de dados acontece apenas em mão única, não permitindo, então, que o aparelho receptor tenha acesso a dados confidenciais de sua carteira digital, tornando a transação mais segura. Além disso, as carteiras digitais podem oferecer mais segurança por serem baseadas em softwares de criptografia, dificultando, dessa forma, ações fraudulentas.

Leia também  As 5 melhores carteiras (wallets) de Ethereum

Algumas carteiras digitais adotam, além da criptografia, um sistema de autenticação em duas etapas, em que, além da senha, é preciso também digitar um PIN. Esse, por sua vez, colabora com o aumento da segurança ao exigir um número de validação adicional e é um método que já vem sendo utilizado em todo o mundo não apenas por serviços de carteira digital, mas também por grandes bancos, a exemplo do Bradesco, empresas de cartão de crédito e até por sites de poker, como o PokerStars.

Além disso, alguns serviços também disponibilizam a utilização de perguntas de seguranças e restrição de acesso baseada em faixa de endereço de IP. Dessa forma, é possível aumentar o grau de segurança de sua carteira digital utilizando um ou uma combinação desses recursos.

Sendo assim, é fácil perceber que as carteiras digitais caminham no sentido de tornar carteiras de dinheiro tradicionais desnecessárias, uma vez que apenas em um único dispositivo, o smartphone, que se tornou um aparelho indispensável na vida da maioria das pessoas, é possível realizar toda de transação financeira.

Uma das principais vantagens das carteiras digitais é a segurança. A PayPal, por exemplo, uma das empresas referência no ramo, com mais de 200 milhões de usuários em todo o mundo, usa um sistema que além de criptografar as informações pessoais e financeiras, mantendo-as em sigilo, monitora as transações ininterruptamente, visando evitar roubo de informações e fraudes.

Leia também  Como conhecer o mundo usando Bitcoin

Outra grande vantagem está no fato de não ser necessário inserir os seus dados todas as vezes em que for realizar uma transação, pois estes já estão salvos e serão mantidos confidenciais, não sendo repassados ao vendedor.

Em alguns casos, o uso de carteiras digitais também podem beneficiar os que fazem pagamentos em moedas diferentes, pois já existem aquelas que fornecem serviço de conversão de moedas com taxas que beneficiam o usuário.

As carteiras digitais, além de serem extremamente práticas, podem ser usadas em uma grande variedade de segmentos, como o setor de viagens, moda, beleza, saúde, educação, iGaming e entretenimento.

Transferências de dinheiro on-line também são um grande atrativo, pois se outrora era preciso enfrentar a burocracia e as longas filas dos bancos, hoje isso pode ser feito na comodidade de sua casa.

Além disso, quando a carteira digital é usada em um celular, ela vai possibilitar que você saia de casa e vá às compras sem a carteira física, dispensando-o de apresentar um cartão de plástico e um documento de identificação.

loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *