TV Estatal Chinesa alerta sobre os riscos das criptomoedas e diz que elas “não deveriam circular no país”

Já se sentiu curioso quanto ao fechamento das exchanges de criptomoedas do comércio chinês? No último sábado 11 de novembro, a CCTV-13 da China exibiu um programa sobre Bitcoin sobre o comércio de balcões (OTC) no país.

O programa revela que os anúncios sobre a negociação OTC das criptomoedas têm criado inúmeros grupos no WeChat como um vírus no último mês. O repórter de notícias do canal também entrevistou o usuário de Bitcoin, Wang, que demonstra como é fácil negociar via OTC.

“É tão simples como enviar um e-mail”, diz Wang. Ele ensina ao repórter a baixar uma carteira de Bitcoin e enviou-lhe alguns Bitcoins escaneando seu QR Code. Wang continua a demonstrar como negociar em plataformas OTC como a Localbitcoins.com.

De acordo com a transmissão da CCTV, muitas plataformas OTC chinesas de criptomoedas não solicitam nenhum dado KYC. Os usuários não precisam se registrar em algumas plataformas para comprar e vender com o Wechat pay ou Alipay, o que abre espaço para atividades criminosas.

Leia também  Bitmain construirá centros de mineração no noroeste dos EUA

“O comércio OTC de Bitcoin provavelmente servirá como um banco subterrâneo para transferência de ativos”, observa Yang Tao, assistente do presidente do Instituto de Finanças e Banca da Academia Chinesa de Ciências Sociais.

O Comitê Nacional de Peritos na Internet Financial Security of Technology da China, um grupo de pesquisa apoiado pelo governo, disse à CCTV que os pares comerciais BTC e CNY aumentaram de 5% para 20% em duas grandes plataformas internacionais OTC desde que os chineses fecharam as exchanges de criptomoedas.

O Comitê adverte que o Bitcoin e Altcoins não têm valor inerente e que sua natureza especulativa poderia atrair e enganar os recém-chegados ingênuos ao espaço.

Por que os serviços comércios de criptomoedas devem ser regulamentados na China?

“Essas chamadas moedas virtuais não são moedas. Eles não têm status de concurso legal para ser usado como meio de pagamento e unidade de conta na China com base nas leis atuais que temos. E não devem circular no país”.

421 moedas fraudulentas ao redor do mundo

No final, a CCTV cita o secretário-geral do Comitê, Wu Zhen, ao dizer que eles examinaram mais de 421 moedas fraudulentas globalmente que não possuem vantagens técnicas para apoiar um desenvolvimento sustentável.

Leia também  A eToro lançará plataforma para negociação OTC em Londres

Fonte: News.bitcoin.com
Tradução: Guia do Bitcoin


Mantenha-se informado todos os dias sobre Bitcoin:

Telegram: http://telegram.me/guiadobitcoin
Facebook: https://www.facebook.com/guiadobitcoin/
Twitter: https://twitter.com/guiadobitcoin
Feed RSS: http://guiadobitcoin.com.br/feed/

[jetpack_subscription_form title=”Bitcoins no seu e-mail” subscribe_text=”Digite o seu e-mail” subscribe_button=”Quero receber” show_subscribers_total=”1″]

loading...

Previous:

Parceria entre Ripple e American Express valorizará o preço da moeda?
Postado em novembro 17, 2017

Next:

Zabercoin: o futuro do setor imobiliário
Postado em novembro 18, 2017

Coinbase se torna o App mais buscado na App Store após boom do Bitcoin

Ao mesmo tempo em que o Bitcoin vem se tornando um dos principais ativos financeiros, a carteira de criptomoedas da Coinbase para plataforma iOS se tornou a principal tendência de pesquisa na App Store. O…

2s Comentários

Grupo Alibaba lança plataforma de mineração

De acordo com uma notícia não confirmada, o conglomerado chinês de comércio eletrônico e tecnologia Alibaba lançou sigilosamente uma plataforma de mineração de criptomoedas. De acordo com a Tencent News, a…

0 Comentários
Vai ficar de fora?
Para manter-se atualizado sobre novidades, ofertas e dicas, informe-nos que você gostaria de receber atualizações por e-mail inserindo seu endereço de e-mail e clicando para se inscrever. Como usamos as suas informações?​

INSCREVER
close-link