Todos os ovos na mesma cesta?

O DILEMA DA CESTA

“Se você tem 10 mil dólares e sabe que a STEEM vai subir uns 3 ou 4 pontos, então, por quê diabos colocaria apenas 1/5 do seu dinheiro na operação?

Você deve ser muito burro para não colocar tudo na mesma moeda, porquê? Primeiro que já é sabido que vai subir, afinal, você leu em dois ou três blogs da área que afirmaram com muita veemência e segundo porque se você for um medroso e colocar pouca grana na operação, no final seu lucro será irrisório, portanto, coloque todos os ovos na mesma cesta e vigie a cesta.

Ahh, e nada de usar stop-loss, pois com ele, as pequenas quedas normais do caminho podem atrapalhar seu negócio, e você não vai querer isso não é? Stop é para os fracos!”

Bullshit! 

No mundo financeiro existem basicamente:

  • Eu vou escolher UMA cesta e vou colocar tudo nela e então ficarei rico em umas poucas semanas.
  • Eu tenho medo de tudo então vou comprar 50 trecos diferentes (inclusive E-mony, kkkk), mesmo sem saber nada sobre eles. Só porquê meu avô me ensinou que era inteligente diversificar e eu o farei por “segurança”.
  • Serei disciplinado e vou fazer tudo aquilo que fizer sentido dependendo da minha metodologia, seja ela fundamental ou técnica.

Essa terceira opção é a única correta, as outras duas são péssimas e vou explicar o porquê:

O BAILARINO E O AÇO

Em meados de 1950, um figurinha americano chamado Nicolas Darvas,  exímio dançarino, resolveu estudar um pouco de análise técnica e chegou à conclusão de que a ação da Jones & Laughlin (empresa de aço) estava barata e tinha o melhor custo-benefício entre outros papéis, logo, deveria subir pois, de acordo com a análise dele, ela deveria valer muito mais. O tonto vendeu um imóvel, fez um empréstimo e pediu um adiantamento na “firma” para comprar essas ações porque, novamente, através de sua análise, ele “tinha certeza” que elas iriam subir. Não satisfeito com isso ele ainda usou margem, que na época era de absurdos 70%.

Adivinhem? A ação caiu e ele perdeu MUITO dinheiro. Ficou sem o imóvel, endividado e quase sem o seu salário.

O dançarino realmente dançou. Ele cometeu três erros fatais:

IT’S ALL RIGHT

O primeiro grande erro dele foi achar que existe algo certo e garantido no mercado, o que é uma grande burrice. Nunca se sabe quando a China vai inventar uma nova proibição, a Grécia vai afundar ou a Inglaterra vai pedir para sair.

Nada é garantido nessa vida, exceto a morte, os impostos e que a primeira gaveta da sua cozinha é a de talheres (acertei?).

Os únicos que tem garantias de ganho no jogo são aqueles que proporcionam o jogo, ou seja, os cassinos e as corretoras. Eles são os únicos que sempre ganham. A nós, reles mortais, resta apenas o risco.

Leia também  Dash continua crescendo, e conquista mercados europeus e russos

Alguns espertos sempre ousam afirmar que sabem o que os outros estão pensando e afirmam com muita convicção o que vai acontecer amanhã.  Tanta convicção que sempre arrastam consigo alguns otários que encontram pelo caminho. Todos os dias um esperto e um otário acordam e olham a trollbox. Se os dois se encontram, sai negócio.

Ora vejam, se fosse possível prever o amanhã, não haveria vidente pobre e se mandinga desse certo, campeonato de futebol na Bahia acabaria sempre empatado. Aceite, mercados são imprevisíveis. Aprenda a lidar com isso.

Mas isso quer dizer que análise técnica é bobagem? NÃO, é fundamental. Mas não fornece certezas, apenas indícios e probabilidades. Elas aumentam suas chances e reduzem um pouco seus riscos.

ALL IN, BITCH!

Não satisfeito em cometer o primeiro erro, nosso amigo dançarino conseguiu cometer um segundo, mas não o último: Mergulhou de cabeça sem por o pé primeiro para saber se a água estava gelada ou se tinha pedras no fundo do rio. All In… ! Para piorar ainda mais o idiota entrou alavancado, usando mais de 100% de seu capital. (Margin). Tudo isso porque acreditava que podia ler mentes e prever o que as pessoas fariam. Resumindo, ele colocou todos os ovos na mesma cesta e ainda pegou alguns ovos emprestados. O resultado? A cesta caiu, os ovos quebraram e ele se f….

O risco que se corre nesse tipo de trade é enorme, ainda mais sem usar o santo e abençoado stop-loss. Claro, se o papel subir pacas você poderá ficar rico, mas se ele cair você vai perder tudo e ainda ficar devendo!

Quer dizer então que não devo correr riscos? Eu não disse isso. Correr riscos sim, mas calculados. Vale aqui a máxima:

“Você não precisa de um paraquedas para saltar uma vez de um avião. Você só vai precisar do paraquedas se quiser saltar do avião duas vezes.”

All In, NUNCA – Stop-loss, SEMPRE.

Leia também  Bitcoin pode erradicar crimes de falsificação monetária a nível mundial

EU SEI TUDO O QUE EU SEI, TODO RESTO EU DESCONHEÇO. 

E para concluir a história de Darvas, seu terceiro e pior erro: foi o de ter feito uma análise rasa, leu meia dúzia de relatórios, fez algumas contas de padeiro e esperou que esse seu “super investimento” corresse como um trade ideal, ou seja, direto e reto pra cima.

Como diria o Padre Que-medo: “isso no ecxiste!”.

Os valores são voláteis, influenciados por milhares de fatores sutis. O bater de asas de uma borboleta no japão é capaz de fazer o preço da XEM despencar drasticamente nos EUA. E é isso que faz o jogo ser divertido. Que chato seria se todas as moedas ficassem sempre de ladinho ou subindo de mansinho.

Em resumo, o Darvas não fez a lição de casa. Não estudou TUDO sobre o negócio – ele era dançarino – e o que um dançarino podia entender de aço?

No desespero da queda, ele vendeu tudo na baixa, amargando um prejuízo gigante. O que se revelou mais um grande erro. Entrou sem uma análise meticulosa e piorou ainda mais, saindo por impulso e desespero emocional.

Resumo da operação: Comprou aço mas levou ferro!

A VOLTA POR CIMA

Para redimir um pouco a fama do tchuco, depois deste desastroso episódio ele aprendeu a operar ações, se recuperou e ganhou muito dinheiro na bolsa e ainda escreveu vários livros sobre operações financeiras e ficou ainda mais rico. Poderia até recomendar alguns livros dele aqui, são bons, mas este não é o objetivo deste post.

LONG TERM, BIG LOSS!

Se você pretende investir a longo prazo (10, 20 ou 50 anos) compre ações da Petrobrás ou da Vale e fuja do mercado de criptomoedas. Longo prazo para nós é no máximo 2 ou 3 anos.

No mercado da tecnologia, as coisas acontecem muito, mas muito mais rápido do que nos demais mercados. Aqui nosso relógio é acelerado Alice. Tic, tac, tic, tac. Estamos atrasados. Daqui a pouco eu vou dormir, e um japonês irá acordar para me superar. Tic tac, tic, tac… Corre Alice, siga o coelho branco!

Leia também  Ethereum clássico está começando a se mobilizar e receberá grande suporte

Hoje a bitcoin é o último biscoito do pacote, mas já está sobre forte ameaça da Ethereum e da Dash, que vem com inovações que levarão anos para serem implantadas na bitcoin. Em alguns poucos anos, ouso afirmar que a bitcoin pode desaparecer e virar história. Assim como milhares de moedas foram esquecidas ao longo dos anos. Você sabia que o termo “Salário” vem do fato de usarem sal como moeda na antiguidade? Até o império romano caiu, porque você acha que a bitcoin é eterna?

Mas… o que eu faço para sobreviver nesse mundo acelerado e caótico? Compro um pouco de tudo e esqueço?

CLARO QUE NÃO. Se você fizer isso, umas vão subir, outras vão cair, algumas vão desaparecer e outras vão bombar. E no final, você vai ficar na “lesma lerda”.

CONCLUSÃO

Não coloque todos os ovos na mesma cesta mas também não coloque um ovo em cada uma das 300 cestas do mercado. Diversifique, coloque alguns ovos em algumas poucas cestas. Mas antes de colocar os ovos, estude bem as cestas, veja se são firmes, se a palha é de boa qualidade, se foram bem construídas e se estão em galhos firmes. Leia blogs, fique ligado em sites de notícias, estude, pergunte, pesquise. E é claro, fique ligado aqui no Guia do Bitcoin (olha o jabá, hehehe).

Quais são as minhas cestas?

Não poderia terminar este post sem dizer para vocês quais são as minhas cestas nesse momento, não seria justo depois de tanto blá, blá, blá… você leu este post até aqui então você merece saber. Neste momento tenho ovos em BTC 65%, ETH 25% e DASH 10% e estou estudando ZEC e XMR com carinho, mas estas duas ainda não me convenceram, ainda acho que é mais do mesmo.

Beijos para quem é de beijos, e abraços aos demais! 

Adriano Cruz

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *