Tether admite que não tem lastro 100% em dólar

0 Comentários

Quem acompanha o criptomercado há um tempo deve lembrar do drama que circulou a Tether, a maior stablecoin por capitalização de mercado do mundo, durante o seu início. Por muito tempo a cripto tentou provar que tem o lastro 100% em dólar e que tinha todas as reservas necessárias para garantir que a moeda sempre tivesse o pareamento correto. Demorou, mas a companhia conseguiu!

Agora, a Tether (de forma muito sorrateira e muitos até diriam que enganadora) atualizou suas normas e declarações públicas em relação ao lastro dos tokens e sobre as garantias de que a moeda vale 1 dólar cada.

O site da Tether sempre foi bem categórico em afirmar por muito tempo que “todo Tether é sempre lastreado em 1-para-1 por moedas tradicionais armazenadas em nossas reservas. Portanto, 1 USDT é sempre equivalente a 1 USD”. Porém, o site mudou os seus dizeres para um monte de palavra que, para muitos observadores, parece até um pouco desonesto depois de tanto esforço para provar a legitimidade do lastro.

Quem notou as mudanças inicialmente foi o usuário @CasPiancey, que rapidamente foi ao Reddit para avisar aos outros usuários sobre as mudanças.

Para deixar bem claro, o site que antes dizia:

Leia também  BitPay lança cartão de débito de Bitcoin em parceria com a VISA

“Todo tether é sempre lastreado na proporção de 1 para 1, pela moeda fiduciária tradicional mantido em nossas reservas. Então, 1 USD₮ é sempre equivalente a 1 USD.”

E agora diz:

“Todo tether é sempre 100% lastreado por nossas reservas, que são compostas por moedas tradicionais e o equivalente em dinheiro e, de tempos em tempos, compostas também por outros ativos e recebíveis de empréstimos feitos pela Tether a terceiros, que podem incluir entidades afiliadas. Cada token é também lastreado em 1 para 1 com o dólar, então 1 USD₮ é sempre avaliado pela Tether como sendo equivalente a 1 USD.”

A comunidade foi rápida em demonstrar descontento com as novas normas relacionadas aos tokens, principalmente em relação a parte que fala de “outros ativos”. PaloAltcoin, outro usuário do Reddit, expressou a sua opinião sobre esse ponto, dizendo:

“Se eu estou lendo isso certo, eles estão lastreando o Tether em outras criptomoedas. Então, quando o preço cai, as pessoas correm para o Tether, isso aumenta o número de Tether em circulação e diminui o valor das moedas em que o token é lastreado.

Isso é o Bitcoinnect evoluído.”

O site Breakermag entrou em contato com a Tether para buscar mais informações sobre essa estranha novidade.  Um representante da companhia ofereceu as seguintes informações:

Leia também  Snapcard chega ao Brasil trazendo soluções em pagamento via Bitcoin para o E-commerce

“De tempos em tempos, o Tether revê os seus Termos de Serviço e Risco para garantir que que eles estão sempre atualizados. As nossas revisões mais recentes têm como objetivo atualizar nossas informações para refletir o crescimento e operações da Tether e para ser consistente com os tipos de termos de outras instituições.

Essas mudanças foram feitas várias semanas atrás e foram diretamente comunicadas aos clientes da Tether através do no nosso site.

Os tokens tether continuam completamente estáveis e 100% lastreados, portanto, as reservas da Tether serão sempre iguais ou maiores do que o número de tokens distribuídos. As únicas mudanças são a composição dos ativos que providência o lastro, que agora incluem uma combinação de fiat, equivalentes a fiat e pode também incluir outros ativos ou recebíveis de empréstimos feitos pela Tether.”

As explicações da companhia só parecem atrapalhar ainda mais a recepção do público.

“A Tether acabou de admitir que eles emprestam dinheiro de suas reservas para terceiros, provavelmente para a Bitfinex? Isso é literalmente reserva fracionada!”

Leia também  Tutorial: Como comprar e vender altcoins na Poloniex

Depois de tantos rumores, a Tether parece estar admitindo que pelo menos algumas das alegações feitas pelos céticos da stablecoins eram ou são verdades. A empresa dizia ter contas bancárias com reservas em dólar, agora, parece que a Tether tem “coisas”. A forma vaga como ela declara suas reservas é de deixar os investidores no mínimo preocupados.

Muitos acabaram entrando na brincadeira em relação ao quão vago a Tether foi em seus novos termos, dizendo que a nova descrição não passa de uma maneira bonita de dizer que o token tem lastro em nada realmente de valor.

Vale notar que “recebíveis de empréstimos feitos pela Tether”, conta com a confiança da empresa que quem pediu os empréstimos vai realmente pagar a dívida. E se isso não acontecer? O token perde o seu lastro e acaba quebrando? A essa altura do campeonato a empresa por traz da maior stablecoins do mundo não pode se dar ao luxo de levantar questões tão sérias sobre seu funcionamento.

Veja também: Em 6 meses, Brave dobra número de criadores de conteúdo!

Escreva um comentário

Investir é especulativo. Ao investir seu capital está em risco. Este site não se destina a uso em jurisdições em que a negociação ou os investimentos descritos são proibidos e só devem ser usados por essas pessoas e de maneiras que sejam legalmente permitidas. Seu investimento pode não se qualificar para a proteção do investidor em seu país ou estado de residência, portanto, conduza sua própria devida diligência. Este site é gratuito para você usar, mas podemos receber comissões das empresas que apresentamos neste site. Clique aqui para obter mais informações.