Telefônica perde US$550.000 em bitcoin com ataque ransomware

A gigante espanhola de telecomunicações Telefônica está enfrentando um bloqueio de 85% dos computadores depois que hackers se infiltraram em seu sistema exigindo cerca de US$ 550.000 em Bitcoin.

O jornal local El Mundo e outros relataram o ataque, ocorrido nesta sexta-feira, resultando em nove a cada dez máquinas da empresa infectadas, os hackers estão exigindo um pagamento de US$300 por máquina, num total de aproximadamente 300 Bitcoins.

A Telefônica é uma empresa multinacional, cujas subsidiárias incluem a principal operadora móvel européia O2, Movistar e a Vivo do Brasil.

“A origem da infecção não foi confirmada no momento, mas fontes próximas à empresa apontam que está sendo tratada como um ataque originário da China”, segundo o El Mundo.

O chefe de dados da Telefónica, Chema Alonso, informou pelo Twitter que o ataque tinha sido “exagerado” pela mídia.

Leia também  Vladimir Putin ordena criação de novas regras para Criptomoedas e ICO's

“Nossos colegas estão trabalhando nisso agora”, disse ele, acrescentando que o problema tinha “infelizmente afetado outras organizações” e que a empresa estava trabalhando com as vítimas.

Acredita-se que o sucesso do ataque seja devido a uma vulnerabilidade no Microsoft Windows.

Guia do Bitcoin

Previous:

A nova era dos contratos inteligentes
Postado em Maio 12, 2017

Next:

Bitcoin: Cuidado com a bolha dos US$10.000
Postado em Maio 12, 2017

Coreia do Norte inicia operação de mineração de Bitcoin de grande escala

Informações recentemente surgiram que alguém na Coréia do Norte começou a minerar bitcoin. Segundo o Recorded Future, uma empresa de inteligência, afirmou que no dia 17 de maio de 2017,…

2s Comentários

Banco Central do Brasil projeta uso da Blockchain em várias áreas como teste para a tecnologia no país

O Banco Central do Brasil lançou um novo documento de pesquisa que detalha os possíveis casos de uso para Blockchains e ledgers distribuídos, enquanto descreve como várias plataformas disponíveis poderiam…

0 Comentários