Tecnologia Blockchain está sendo testada no Brasil para registro de propriedades e terras

A startup de Blockchian Ubitquity anunciou que vai reformar os escritórios de registradores de dois municípios brasileiros, incorporando informações sobre a propriedade da terra na blockchain do bitcoin.

O programa piloto entrará em operação com o Cartório de Registro de Imóveis no Brasil, nos municípios de Pelotas e Morro Redondo. O sistema de registro de registros da Ubitquity incorporará hashes de informações detalhadas como endereço de propriedade, proprietário, número de parcela e classificação de zoneamento na blockchain do bitcoin usando o protocolo Colored Coins.

De acordo com os fundadores, o programa piloto é um esforço para se afastar dos registros em papel para uma solução 100% computadorizada. Os registros armazenados na blockchain do bitcoin são imutáveis, significando que eles não são suscetíveis a roubo, corrupção, dano ou fraude.

Leia também  Foxbit abre vaga para Analista Financeiro, em São Paulo

A Ubitquity obteve um contrato exclusivo do Cartório de Registro de Imóveis para prestar os serviços de registro. Se o piloto for bem sucedido, a Ubitquity planeja franquiar seu software a outros municípios interessados ​​em migrar os registros para o blockchain.

O fundador da Ubitquity, Nathan Wosnack, compartilhou a primeira propriedade brasileira incorporada a Blockchain do bitcoin usando a plataforma de registro imobiliário (embora tenha se recusado a tornar os detalhes públicos). Publicado em 30 de março, a entrada contém as informações de propriedade de um médico residente na cidade de Pelotas.

Uma iniciativa similar do registo de propriedade está sendo testada na Suécia, onde a autoridade do registro de terra de Lantmäterie é parceria da startup ChromaWay, para registar negócios da propriedade em um ledger distribuído.

Leia também  Mastercard e Cisco unem-se a Ethereum Alliance

A interface permite que os bancos se conectem com indivíduos para agilizar o processo de compra e venda de imóveis.


Receba notícias em primeira mão sobre o Blockchain, seguindo nosso canal no Telegramtelegram.me/guiadobitcoin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *