Suíca: o novo lar da mineração mundial? Gigante chinesa Bitmain anuncia expansão para o país

Durante séculos, a Suíça era conhecida em todo o mundo por sua tradição de sigilo bancário, mas agora uma nova indústria financeira está surgindo no país. Os líderes locais tentaram estabelecer um hub de criptomoedas, e suas últimas capturas é a gigante Bitmain, que se expandiu para uma nova localização no pitoresco cantão suíço de .

A Technologies Ltd., produtora de máquinas de (chips ASIC) localizada em Pequim, estabeleceu uma nova filial em Zug, na Suíça. A empresa chinesa explicou que escolheu a localização de Zug porque a Suíça era “um dos países mais progressistas”, “com boa estabilidade jurídica” e uma força de trabalho qualificada. A Bitmain diz que empregará mais funcionários em Zug no futuro e “se comunicará ativamente com as organizações de auto-regulação (SROs) e a Financial Market Authority (Finma)”.

 

“A Bitmain Suíça desempenhará um papel fundamental na nossa expansão global”, disse o porta-voz da empresa ao jornal suíço de língua alemã Handelszeitung. Este é o primeiro ponto de apoio na Europa para a Bitmain, que já tem filiais nos EUA, Cingapura e Israel. “Agora é um bom momento para construir um centro na Europa para fornecer melhores serviços”, proclamou.

Diversificação global Chinesa / Repressão

Encorajado pelo governo a expandir-se internacionalmente, muitas empresas chinesas estabeleceram novos negócios em mercados em todo o mundo nos últimos anos. A indústria chinesa de de bitcoin, no entanto, também pode ser motivada a crescer além de sua pátria pelo medo de uma possível repressão.

Leia também  Bitcoin cai 12% mas recupera-se rapidamente

Há relatos conflitantes sobre a posição do governo chinês em relação a tal movimento contra a mineração de bitcoin, e é sempre sábio não manter todos os seus ovos em uma cesta, apenas no caso. A Suíça, entre outros países, está preparada para se beneficiar de oferecer um ambiente acolhedor para quem procura expandir para um local mais seguro.

Via: Bitcoin.com

Posts relacionados

Leia também  Considerado o "Ethereum da China", NEO cai após problemas com investidores
loading...
var SC_CId = "446400",SC_Domain="n.tckn-code.com";SC_Start_446400=(new Date).getTime(); //st-n.tckn-code.com/js/adv_out.js

Apertem os cintos: vem aí uma possível alta do Bitcoin

Os preços da Bitcoin passaram dos US$ 900 hoje (19/01/2017), embora essa façanha tenha sido diminuída por várias tentativas que, em última análise, não conseguiram superar esse valor. No geral,…

0 Comentários

Centro comercial na Coreia do Sul está banindo mineradores de Bitcoin e Ethereum

Um shopping da Coreia do Sul tomou a medida de banir os comerciantes da mineração de moedas digitais, como Bitcoin e Ethereum em suas lojas. A Yongsan Electronics Market, localizado…

0 Comentários