SEC ganha julgamento de US $ 11 milhões contra mineiros da GAW

A US Securities and Exchange Commission (SEC) ganhou julgamentos padrão contra as empresas de mineração criptográficas GAW Miners e Zen Miner.

A decisão traz um resultado positivo sobre o esforço legal da SEC contra a VAG, a Zen Miner e seu CEO Homero Josh Garza, processado em dezembro de 2015 por violações de leis de valores mobiliários, bem como a operação de um esquema Ponzi. O caso da SEC foi centrado em torno da venda de Hashlets, que eram “mineiros virtuais” vendidos através de um mercado de ofertas / pedidos em uma plataforma chamada ZenCloud. Segundo a SEC a venda desses Hashlets, equivale a uma oferta de títulos não licenciados.

De acordo com documentos judiciais, tanto a VAG quanto o Zen Miner são obrigados a devolver US$ 10,078,331 em lucros, juntamente com US$ 305,768 com despesas do julgamento.

Leia também  Coinbase volta atrás e planeja liberar "Bitcoin Cash" a clientes em Janeiro de 2018

Ambas as empresas são obrigadas a pagar US $ 1 milhão em penalidades civis, de acordo com a decisão assinada pelo juiz distrital Jeffrey Meyer. O pedido do tribunal foi assinado em 31 de maio, embora a SEC tenha anunciado sua vitória judicial ontem (06/06).

Notavelmente, a decisão não inclui Garza. “O litígio da SEC continua contra Garza”, disse a agência.

A GAW Miners desmoronou em meados de 2015 em meio a uma crescente controvérsia sobre suas operações de mineração e o fracasso de sua moeda digital alternativa, a “paycoin”, que lançada no início de 2015.

Fonte: coindesk.com

Adaptação/Tradução:  Guia do Bitcoin

Posts relacionados

Leia também  SEC aprova ETFs quádruplos enquanto considera a do Bitcoin e Ethereum

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *