SEC aprova ETFs quádruplos enquanto considera a do Bitcoin e Ethereum

A Comissão de Valores Mobiliários dos EUA (SEC) aprovou quatro ETFs alavancados para negociação nos EUA.

Segundo relatórios da Reuters, a decisão da terça-feira aprova fundos “projetados para entregar 400% do desempenho diário do S&P 500. SPX stock index futures”, que agora têm a luz verde para atuar.

Anteriormente, ETFs “exóticos” deste tipo eram limitados à Europa.

“Estamos entusiasmados com isso”, disse Sam Masucci, diretor executivo da distribuidora Exchange Traded Managers Group LLC.

Ele acrescentou que, embora a alavancagem quádrupla “não seja para todos”, ela preenchia um nicho para os investidores com certos requisitos.

A natureza um tanto mais arriscada das aprovações as mais atrasadas é alimento para o pensamento para a comunidade do criptomoedas que espera ansiosamente duas decisões mais importantes do regulador.

Leia também  Nos EUA, homem vai a tribunal por esquema pirâmide financeira com Bitcoin e pode pegar 20 anos de prisão

Um repensar da rejeição de março do primeiro ETF de Bitcoin a ser apresentado para a liberação do mercado está funcionando a par com a consideração do primeiro ETF de Ethereum do mundo.

Embora não se saiba se as chances são mais fortemente a favor da ETF dos irmãos Winklevoss, o Bitcoin está sendo ofertado desta vez com a mesma chance que o mercado do Ethereum , uma vez que com altcoin é diferente e o Ethereum é um ativo regulado sob o Departamento de Serviços Financeiros de Nova York.

O outro anúncio desta semana da SEC, entretanto, também poderia ser apresentado nas próximas semanas.

Via: Cointelegraph
Adaptação/Tradução: Guia do Bitcoin

CEO da NVIDIA diz: “Criptomoedas não vão deixar de existir”

A Nvidia apenas teve uma chamada de ganhos este mês, e a empresa apresentou resultados melhores do que o esperado, pelo que os preços das ações subiram acima de US$…

0 Comentários

As pessoas confiam mais em Bitcoin do que Ouro, diz expert de Wall Street

Criptomoedas estão rapidamente se tornando uma alternativa preferida ao ouro, para pessoas que não confiam nas moedas fiduciárias tradicionais, de acordo com Aswath Damodaran, professor de finanças da Escola de…

0 Comentários