Se livre da cadeia pagando em Bitcoin

0 Comentários

Um juíz de São Francisco, Califórnia, nos Estados Unidos, condenou um homem a pagar a fiança em Bitcoin ou outra criptomoeda . Esse caso pode ser o primeiro de muitos outros de casos uso para a criptomoeda como uma forma de pagamento.

O homem é um cidadão sérvio e italiano de 25 anos que vive em Udine, na Itália, chamado Martin Marsich. Ele foi preso por hackear a Electronic Arts (EA). Ele foi preso no dia 8 de agosto, e no dia seguinte na audiência para surpresa de todos o juíz estipulou o pagamento de US $ 750 mil em Bitcoin ou qualquer outra criptomoeda como fiança.

De acordo com a lei dos Estados Unidos, os juízes podem ordenar da fiança em qualquer forma de pagamento, seja ela imobiliária ou não. O juiz poderia pedir praticamente qualquer coisa. O objetivo é fazer com que o réu cumpra a ordem. O procurador-geral adjunto dos EUA, Abraham Simmons, relatou que as altas flutuações no Bitcoin e outras criptomoedas, não atrapalham, ele explicou que basta qualquer das partes fizer uma moção.

O que realmente deixa esse caso mais interessante é o fato de que um parente do preso pode efetuar o pagamento da fiança mesmo que esteja em outro país. O pagamento pode ser realizado de qualquer lugar do mundo graças a facilidade que as criptomoedas proporciona. Como o homem, nesse caso, mora na Itália, fazer pagamentos em dólares americanos para fiança pode ser um problema e, portanto, o juiz usou a lei da melhor maneira possível.

Interessante não? O que achou? Conte-nos nos comentários.

Escreva um comentário

Investir é especulativo. Ao investir seu capital está em risco. Este site não se destina a uso em jurisdições em que a negociação ou os investimentos descritos são proibidos e só devem ser usados por essas pessoas e de maneiras que sejam legalmente permitidas. Seu investimento pode não se qualificar para a proteção do investidor em seu país ou estado de residência, portanto, conduza sua própria devida diligência. Este site é gratuito para você usar, mas podemos receber comissões das empresas que apresentamos neste site. Clique aqui para obter mais informações.