Santander pretende expandir serviço com a Blockchain da Ripple para outros países

0 Comentários

Em uma conferência realizada pela , a Swell 2018, um representante do assegurou que a utilização da tecnologia para pagamentos internacionais mudou completamente a forma como eles estão trabalhando com essa linha de serviços.

O banco Santander anunciou em meados de abril o lançamento de uma parceria com a Ripple onde estaria usando o uma solução Ripple para pagamentos internacionais, sendo assim os usuários através de um aplicativo poderiam fazer pagamentos internacionais muito rapidamente com a ajuda do xCurrent.

Este aplicativo permite que indivíduos e empresas na Espanha, Reino Unido, Brasil e Polônia façam transferências internacionais em menos de cinco minutos, sendo que anteriormente para fazer essa mesma transferência variava de três a cinco dias, para transferir dinheiro de um país para outro.

Leia também  KnCMiner é adquirida por empresa sueca e espera com isso, "reviver" o negócio

O chefe da Inovação do banco Santander, Ed Metzger, compartilhou algumas informações relativas ao uso da tecnologia Blockchain para realizar pagamentos, foi um passo que deu-lhes uma compreensão totalmente nova para as transferências internacionais de ativos monetários.

Metzger comentou:

Acreditamos que os serviços financeiros estão mudando e caminhando para o mundo das plataformas abertas, onde as empresas colaboram para fornecer um excelente serviço aos clientes. Essa é a coisa mais importante e é exatamente isso que fazemos com o . “

Expansão

Atualmente o banco Santander permite transferências internacionais entre Espanha, Reino Unido, Brasil e Polônia. Mas segundo representantes do Grupo Santander, devido à experiência positiva e benefícios gerados, o próximo passo do Grupo é expandir One Pay FX para outros países.

Leia também  Maior grupo de câmbio da Rússia faz parceria com a Waves para desenvolver carteira de criptomoedas para bancos

Metzger afirmou que nos próximos meses o Santander expandirá o serviço para outros países da Europa, América do Sul e Ásia. Metzger destacou que o usuário consegue executar todo o processo rapidamente sem ter que usar seu cartão bancário, o que comprova como é prático e lucrativo expandir esse sistema de pagamentos que utiliza a Blockchain Ripple para outros países.

Guia do Bitcoin