Fintech Rise quer utilizar IA para ofertar investimentos em criptomoedas

0 Comentários

Imaginem o seguinte cenário: você tem algum dinheiro guardado e não consegue escolher um investimento. CBD? Debêntures? Ações? Criptomoedas? Como escolher entre ativos com características tão diversas? E se você pudesse alocar uma parte do seu capital em uma inteligência artificial (IA) e usá-la para aproveitar os altos lucros das criptomoedas? É exatamente isso que a fintech Rise está oferecendo aos seus clientes.

A Rise é uma empresa de software e uma fintech fundada em 2012, com sede na Alemanha e ela está adaptando sua IA aos mercados de criptomoedas, para permitir que os clientes que contratarem seus serviços, possam gerenciar seus investimentos e negociar dezenas de criptomoedas de forma segura. Os algoritmos da Rise já estão sendo aplicados ao mercado de ações, forex, metais preciosos e outras commodities.

A ideia principal da empresa é oferecer um investimento viável e convencional, utilizando a junção entre duas das tecnologias mais modernas atualmente disponíveis: as criptomoedas e a inteligência artificial. E ainda tem mais, diferente dos serviços que já oferecem tecnologia de ponta aplicada aos investimentos, a Rise quer ser acessível para todos os investidores, mesmo que o capital à ser investido seja pequeno.

A base de usuários da Rise atualmente possui cerca de US$ 50 milhões sob gestão e é formado por fundos de hedge, seguradoras, conglomerados e instituições financeiras. Essa e outras informações estão disponíveis no white paper da empresa.

A empresa está  lançando o token Rise, que dará aos detentores dos tokens, participação no lucro da empresa- compartilhando 20% das receitas que a Rise acumula licenciando sua tecnologia para bancos e fundos de terceiros. Os usuários também receberão diretamente os retornos gerados pelos algoritmos Rise. Todos esses retornos serão pagos como dividendos trimestralmente.

Uma pré-venda privada de tokens Rise foi realizada de 1 de setembro a 31 de outubro de 2018. A venda pública irá ocorrer ao longo de novembro em três etapas. Após o término da oferta de token de segurança (STO), uma versão completa do aplicativo Rise deve ser lançada no primeiro trimestre de 2019.

Escreva um comentário

Investir é especulativo. Ao investir seu capital está em risco. Este site não se destina a uso em jurisdições em que a negociação ou os investimentos descritos são proibidos e só devem ser usados por essas pessoas e de maneiras que sejam legalmente permitidas. Seu investimento pode não se qualificar para a proteção do investidor em seu país ou estado de residência, portanto, conduza sua própria devida diligência. Este site é gratuito para você usar, mas podemos receber comissões das empresas que apresentamos neste site. Clique aqui para obter mais informações.