“Revolucionário”: Banco Central da Finlândia elogia Bitcoin e diz que ele não pode ser regulado

Pesquisadores do banco central da Finlândia apelidaram de “sistema revolucionário” o sistema econômico do Bitcoin.

Em um novo documento de equipe divulgado em 5 de setembro, os economistas do Banco da Finlândia revelaram os resultados de uma pesquisa sobre os entalhes da infra-estrutura do Bitcoin, bem como a descoberta de que a tecnologia constitui um “monopólio administrado por um protocolo”.

Em geral, os três autores – Gur Huberman, Jacob Leshno e Ciamac Moallemi – afirmam que esta característica oferece um grau de proteção contra a manipulação por players ruins em virtude da dinâmica da camada de protocolo.

O grupo escreve:

“Bitcoin é um monopólio administrado por um protocolo, não por uma organização gerenciadora. Os monopólios familiares são geridos por organizações gestoras com discrição para determinar e depois mudar os preços, ofertas e regras. Os monopólios são freqüentemente regulados para prevenir ou pelo menos mitigar seu abuso de poder”.

Bitcoin não precisa de regulamentação

Outras afirmações notáveis ​​apresentadas no artigo incluem o argumento de que, devido a esse estado, o próprio bitcoin “não pode ser regulamentado”.

“O Bitcoin não pode ser regulado. Não há necessidade de regulá-lo, porque, como sistema, compromete-se com o protocolo, e as taxas de transação que cobra, os usuários são determinados pelos usuários independentemente dos esforços dos mineiros”, afirmam os autores.

Embora o próprio documento indique que os pontos de vista apresentados não representam a posição oficial do Banco da Finlândia, a publicação é, sem dúvida, notável devido ao envolvimento do banco central com a tecnologia até a data.

Leia também  Grupo Australiano irá leiloar mais de 24 mil bitcoins apreendidos

No ano passado, organizou um seminário sobre Blockchain que incluiu reguladores, acadêmicos locais e empresas em um esforço para apoiar a pesquisa local – um movimento estimulado ainda mais pelo governo. A cidade de Kouvola, na Finlândia, por exemplo, recebeu 2,4 milhões de euros para testar o transporte em Blockchain.

Os autores do artigo fecharam defendendo pesquisas mais profundas de outros acadêmicos.

“A funcionalidade aparente e a utilidade de Bitcoin devem incentivar os economistas a estudar esta estrutura maravilhosa”, escrevem os autores do artigo.

Via: Coindesk
Tradução: Guia do Bitcoin


Acompanhe notícias sobre Bitcoin e Criptomoedas:

Telegram: http://telegram.me/guiadobitcoin
Facebook: https://www.facebook.com/guiadobitcoin/
Twitter: https://twitter.com/guiadobitcoin
Linkedin: https://www.linkedin.com/company-beta/16221556
Feed RSS: http://guiadobitcoin.com.br/feed/

Bitcoins no seu e-mail

Junte-se a 21.390 outros assinantes

loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *