Resumo semanal: Criptomoedas

0 Comentários

No dessa semana você encontra: bate recorde e atinge US$ 7 mil, passa a aceitar Bitcoin Cash em sua loja e mais! Confira: 

O preço do Bitcoin ultrapassa os US$7 mil pela primeira vez

O preço do Bitcoin bateu um novo recorde nesta quinta-feira, superando o valor de US$7 mil. A moeda digital tem apresentado altas no preço durante toda a semana e acredita-se que parte do aumento é consequência da introdução de futuros de Bitcoin pela CME. De acordo com dados da Coindesk, ferramenta de dados do universo cripto, a moeda digital chegou a valer US$7.355,35. Leia (matéria em inglês)

Por que o tornou-se uma potência no Bitcoin?

Artigo publicado pela Forbes, site de notícias da revista norte-americana sobre negócios e economia, relata a história do Japão no universo do Bitcoin. Como o país com maior participação de mercado da moeda digital iniciou o processo de adesão, quais as atuais medidas foram tomadas e os próximos passos. Leia (artigo em inglês)

Wikileaks começa a aceitar Bitcoin Cash em sua loja e preço sobe

A loja oficial do Wikileaks agora aceita Bitcoin Cash, de acordo com um anúncio oficial feito pela organização não governamental em 1º de novembro. O preço do Bitcoin Cash aumentou logo depois do comunicado realizado pela organização, voltando a valer mais de US$500 no mercado . No Brasil, o preço mais alto da moeda chegou em R$2.000, na corretora Mercado Bitcoin. Até o fechamento deste artigo o preço no mercado estava em US$493,94 e no Brasil em R$1.877,00.

Leia também  Bitcoin e Ethereum: O preço está subindo e batendo todos os recordes de preços

implementa proteção contra ataque de repetição

Os desenvolvedores do Bitcoin Gold, moeda originada do hard fork ocorrido na rede do Bitcoin em 25 de outubro, divulgaram um comunicado, em 1º de novembro, que informa  sobre a implementação completa da proteção contra ataque de repetição na rede. A solução implementada pela equipe de desenvolvedores da nova moeda digital é chamada de SIGHASH_FORK_ID replay protection. Trata-se de um mecanismo efetivo de proteção contra ataque de repetição de duas vias que impõe um novo algoritmo para calcular o hash de uma transação, de modo que todas as novas transações do Bitcoin sejam inválidas na do Bitcoin Gold e vice-versa. Esse mecanismo torna as operações de repetição impossíveis.

Leia também  Bitcoin, Ether, Dash, Litecoin e mais: Gigante e-commerce Overstock nos EUA agora aceita criptomoedas como método de pagamento

Aplicativo de mensagens pretende usar a Blockchain para manter registros de bate-papo

A empresa por trás do Wickr, aplicativo de mensagens instantâneas focado em privacidade, pretende usar a Blockchain para manter registros de bate-papo. A uma patente registrada e publicada em 31 de outubro, pelo Escritório de marcas e patentes dos EUA, permitirá que os usuários retomem suas conversas de onde pararam em caso de queda na rede. Os usuários também poderão criar salas de bate-papo e definir regras para elas, além de remover automaticamente mensagens indesejadas. As regras de usabilidade do aplicativo serão armazenadas no dispositivos participantes, mas também poderão ser armazenadas na Blockchain.