Resumo semanal: Criptomoedas

Fique por dentro do que rolou durante a semana no mercado de criptomoedas 

Bitcoin bate recorde e ultrapassa os US$ 5,3 mil, registrando mais um recorde histórico

O preço do Bitcoin bateu recorde no início da tarde de 12 de outubro e chegou a ser cotado acima dos US$5,3 mil no mercado internacional e a quase R$17 mil no Brasil. A nova marca superou a última alta que havia sido de US$ 5.000 em 1 de setembro. Com esse valor, a valorização da moeda digital gira em torno de 450% neste ano.

A alta histórica vem um mês após a queda brusca que a criptomoeda teve em setembro, quando o mercado foi atingido pelos anúncios da repressão da China nas Exchanges de criptomoedas. Saiba mais

Leia também  Guia da possível divisão do Bitcoin: mantenha-se informado e faça o backup de suas chaves

Gostou dessa notícia? Leia no nosso Resumo Semanal da última sexta-feira

Presidente da Mastercard ataca o Bitcoin e apoia criptomoedas criadas por governos

Ajay Banga, presidente da Mastercard, atacou o Bitcoin e as demais moedas digitais chamando-as de lixo. Apesar de não apoiar o Bitcoin, Banga não é contra moeda digital ou a tecnologia Blockchain, porém, em sua visão, uma criptomoeda só deve ser válida se apoiada pelo governo.

“Se o governo criar uma moeda digital encontraremos uma maneira de apoiar a causa. Nós fornecemos formas de movimentação de dinheiro entre o cliente e o comércio. Moedas digitais estabelecidas pelos governos são interessantes. Moedas não governamentais são lixo”, declarou. Saiba mais

Putin confirma que regulamentará o Bitcoin e criptomoedas na Rússia até o final do ano

Os reguladores russos anunciaram que as criptomoedas serão oficialmente regulamentadas na Rússia. O Banco Central e o Ministério das Finanças trabalharão juntos para elaborar um projeto de lei que forneça um quadro regulamentar básico para criptomoedas, incluindo o Bitcoin.

Leia também  Será que essa Criptomoeda pode resolver o problema da adoção em massa?

O prazo é que a regulamentação aconteça pelo menos até o final de 2017. Saiba mais

Japão se torna o maior mercado de Bitcoin do mundo

De acordo com o site Cryptocompare.com, o Japão possui 59,77% das transações feitas com a moeda Bitcoin, mais do que o dobro do mercado Norte Americano, que detém 25,97% das transações globais.

Uma das principais razões para o crescimento do Japão no mercado de moedas digitais, se deve a sua atitude pró-criptomoeda. Há algum tempo, o país vem aprimorando sua infra-estrutura de cripto-ativos, principalmente depois que seu governo tomou uma posição positiva sobre o Bitcoin. Sendo um dos primeiros países a aceitar o Bitcoin como moeda nacionalmente legal. Saiba mais

Posts relacionados

Leia também  Bitcoin será reconhecido oficialmente como método de pagamento legal no Japão
loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *