Novo relatório indica que Bitcoin é “amigo da natureza”

1 Comente

Recentemente falamos aqui no Guia do Bitcoin que a mineração de Bitcoin gera mais carbono do que algumas cidades populosas ou países pequenos. Porém, uma nova pesquisa sugere que a mineração de criptomoedas e a manutenção da rede é, na verdade, bastante amigável com o meio ambiente.

Os dados estavam presentes no relatório bianual “The Bitcoin Mining Network”, onde a CoinShares reporta as novidades, tendências e números da mineração da maior criptomoeda do mundo.

O relatório da CoinShares está fornecendo uma nova visão sobre o estado da indústria de mineração de Bitcoin. Entre uma das descobertas mais interessantes do artigo está o fato do setor global de mineração da criptomoeda ser, em grande parte, ecologicamente correto (ou “verde”), devido ao uso generalizado de energia renovável.

O setor de mineração é dominado por mineradores localizados em áreas onde há energia hidrelétrica. Na maioria dos países que possuem energia hidrelétrica, o custo da eletricidade é baixíssimo e esse é um tipo de energia considerada limpa, já que não libera carbono, como nas indústrias termoelétricas movidas a carvão.

Exemplos dessas regiões são a Escandinávia, o Cáucaso, o Pacífico Noroeste, o Leste do Canadá e o Sudoeste da China. O Brasil e parte da América do Sul, apesar de usarem a mesma energia hidrelétrica, possuem níveis elevados de taxas, o que impossibilita o lucro da mineração.

Utilizando uma combinação de locais de mineração globais estimados, bem como o uso de tecnologias de energia renováveis, a CoinShares constatou que a indústria de mineração de Bitcoin é fortemente sustentada por energia renovável.

Christopher Bendiksen, chefe de pesquisa da CoinShares, afirmou em um post no Medium:

 “Nosso percentual aproximado atual de geração de energia renovável entre os métodos utilizados na mineração de Bitcoin é de 74,1%, mais de quatro vezes a porcentagem de energia renovável na energia elétrica global.”

Esta revelação é uma vitória para o setor de mineração Bitcoin, que tem sido fortemente criticado desde o passado por suas grandes necessidades energéticas. Uma das grandes críticas feitas pelos céticos das criptomoedas é que o Bitcoin é um “desastre ambiental”.

Porém, o relatório da CoinShares indica que a natureza da criptomoeda está se alinhando com outras preocupações globais.

Veja também: Binance anuncia novo formato de ofertas de criptomoedas, a Initial Dex Offering

 

Mantenha-se informado todos os dias sobre Bitcoin! Se inscreva em nossas redes sociais:

Escreva um comentário

1 Comentário

Maravilha!

Investir é especulativo. Ao investir seu capital está em risco. Este site não se destina a uso em jurisdições em que a negociação ou os investimentos descritos são proibidos e só devem ser usados por essas pessoas e de maneiras que sejam legalmente permitidas. Seu investimento pode não se qualificar para a proteção do investidor em seu país ou estado de residência, portanto, conduza sua própria devida diligência. Este site é gratuito para você usar, mas podemos receber comissões das empresas que apresentamos neste site. Clique aqui para obter mais informações.