Regulador japonês propõe novas taxas para estimular mercado de criptomoedas

0 Comentários

Em outubro, o governo do Japão sugeriu alguns planos para facilitar o processo de tributação de investimentos em criptoeconomia para evitar que estruturas de tributação impraticáveis ​​afetassem negativamente o mercado de ativos digitais no país.

Na época, um comitê de especialistas em impostos encarregado de aconselhar o governo sobre questões tributárias incentivou as autoridades a simplificar o complexo processo de declaração dos valores tributáveis ​​que ocorrem no investimento no mercado de criptomoedas.

Antes disso, um analista local disse:

“Se o rápido crescimento do setor de criptomoeda no final de 2017 for considerado, apenas 331 investidores declarados é um número muito baixo para ser verdade. Uma grande parcela dos investidores em criptomoedas provavelmente não declarou seus ganhos ao governo ”.

Nesta semana, Takeshi Fujimaki, um congressista e legislador japonês, propôs quatro grandes mudanças nas políticas de tributação em torno do mercado de ativos digitais com o objetivo de revitalizar essa economia.

Diminuição de impostos e melhorias na declaração

Tributar retornos em investimentos de criptomoedas é difícil por causa da volatilidade selvagem do mercado. Um investidor poderia gerar um lucro de 50% em uma semana e perder tudo na semana seguinte.

Para reduzir o ônus sobre os investidores e levando em consideração as características do mercado de criptomoedas, o congressista Fujimaki propôs as seguintes mudanças:

-Redução dos ganhos fiscais com criptomoedas de até 55% para uma taxa fixa de 20% sobre os ganhos.

-Carregar adiante as perdas em trimestres e anos, até que as criptomoedas sejam sacadas.

-Nenhum imposto em negociações cripto-para-cripto.

-Nenhum imposto sobre pequenos pagamentos por criptomoeda

Todas as quatro mudanças propostas afetarão positivamente os investidores no mercado e proporcionarão um ambiente mais justo para o trading na criptoeconomia asiática.

A segunda mudança de regra é especialmente importante porque, sob a atual política tributária no Japão, que é a mesma nos EUA e em outros grandes mercados, se um investidor em criptomoeda perde no ano anterior, mas registra um lucro este ano, o investidor ainda precisa pagar impostos sobre os ganhos gerados neste ano. E vice-versa, se um investidor registra ganhos maciços no ano anterior, mas perde todos os lucros este ano, ele ainda é obrigado a pagar impostos sobre os ganhos obtidos no ano anterior.

A mudança de regra permite que pessoas invistam no mercado de ativos digitais sem o risco de serem cobrados com grandes quantias de impostos em uma época menos oportuna.

Fujimaki enfatizou que as mudanças acima mencionadas na estrutura tributária foram propostas para melhorar o mercado local e potencialmente recuperar o setor danificado.

O congressista também afirmou que a proposta de isentar impostos para transações de moeda digital para moeda digital pode ajudar as exchanges a aumentar seus volumes diários mais uma vez. Ele disse:

“Para aumentar o volume de transações entre criptomoedas e revitalizar o mercado da criptoeconomia, a negociação entre ativos digitais deve ser isenta de impostos.”

Isso afetará a Coreia do Sul?

Historicamente, a Coreia do Sul, o terceiro maior mercado de criptomoedas atrás apenas dos EUA e do Japão, tendeu a seguir as estruturas regulatórias adotadas pelo Japão para governar seu setor de ativos digitais.

As mudanças positivas das regras do Japão, se implementadas, poderiam encorajar startups e grandes bolsas de valores na Coréia do Sul a conduzir conversações com o governo para implementar políticas semelhantes.

Se a Coreia do Sul passar a adotar essas novas táticas, possivelmente outros mercados seguirão e o investimento em criptos pode ganhar ainda mais força.

Escreva um comentário

Investir é especulativo. Ao investir seu capital está em risco. Este site não se destina a uso em jurisdições em que a negociação ou os investimentos descritos são proibidos e só devem ser usados por essas pessoas e de maneiras que sejam legalmente permitidas. Seu investimento pode não se qualificar para a proteção do investidor em seu país ou estado de residência, portanto, conduza sua própria devida diligência. Este site é gratuito para você usar, mas podemos receber comissões das empresas que apresentamos neste site. Clique aqui para obter mais informações.