Rede BSV é usada para armazenar imagens de abuso infantil

0 Comentários

Como já dissemos várias vezes aqui no site, as atividades ilegais atrapalham bastante a aceitação da blockchain e das criptomoedas. Infelizmente, temos mais um exemplo desse problema, dessa vez algo bem pior do que os tradicionais hacks e invasões à exchange.

Usuários de serviços ligados ao Bitcoin Cash Satoshi Vision (Bitcoin Cash SV ou BSV) descobriram várias imagens de pornografia infantil que estariam armazenadas dentro da própria blockchain.

Uma mudança no protocolo do Bitcoin Cash Satoshi Vision, infelizmente levou a um exploit que permitiu que a rede se tornasse uma forma de armazenar conteúdos explícitos, mostrando abusos sexuais de crianças. A descoberta fez com que aplicativos e exploradores de blocos ficassem em alerta constante, monitorando a rede para encontrar conteúdo ilegal.

O exploit se tornou possível despois que os membros da comunidade decidiram aumentar a quantidade de dados aceitos em cada transação em 450x (chegando a um total de 100KB). Isso permitia que imagens, vídeos e áudio pudessem ser armazenados na blockchain da BSV.

As imagens horríveis foram descobertas pela primeira vez em um site que mostra arquivos que estão “hospedados” na blockchain do BVS. Futuras investigações revelaram que o conteúdo foi colocado na rede através de uma transação processada pelo Money Button, um app de pagamento específico para a rede BSV.

“O site nos contatou após uma suspeita de que o Money Button poderia ter sido usado para enviar esses dados, considerando que o Money Button é uma ferramenta conveniente/fácil de usar para escrever dados na blockchain do BSV. Depois de checarmos nosso banco de dados, determinamos que o criminoso realmente utilizou o Money Button”, disse um porta-voz do Money Button ao Hard Fork.

“Certamente, quem postou essas imagens estava tentando provar algo sobre a inserção de algo ilegal na blockchain, já que uma vez que um conteúdo é colocado na rede, nunca pode ser removido”, acrescentou o porta-voz.

A natureza imutável do BSV infelizmente significa que as imagens ilegais vão ficar armazenadas na blockchain para sempre. A menos que seja feita uma hardk fork para reverter as transações com o conteúdo.

“Não é possível deletar as informações da blockchain. Os exploradores de blocks apenas pararam de mostrar os dados naquelas transações.” Disse o porta-voz, garantindo que a ação deixa as imagens completamente invisíveis para o público geral.

Conheça mais sobre a estranha história da QuadrigaCX!

Escreva um comentário

Investir é especulativo. Ao investir seu capital está em risco. Este site não se destina a uso em jurisdições em que a negociação ou os investimentos descritos são proibidos e só devem ser usados por essas pessoas e de maneiras que sejam legalmente permitidas. Seu investimento pode não se qualificar para a proteção do investidor em seu país ou estado de residência, portanto, conduza sua própria devida diligência. Este site é gratuito para você usar, mas podemos receber comissões das empresas que apresentamos neste site. Clique aqui para obter mais informações.