Quais são as conseqüências da rejeição da ETF do Bitcoin?

Imagem: Reprodução

As reações foram, como se pode esperar, mistas. Os mercados, que atingiram um novo recorde histórico de aproximadamente US$ 1.325 antes da decisão, caíram acentuadamente antes de recuperar-se acima dos US$ 1.100. Alguns observadores consideraram um retrocesso para o , enquanto outros, disseram que não haverá qualquer impacto a longo prazo.

Tyler Winklevoss um dos solicitantes da disse numa visão otimista:

“Continuamos otimistas e empenhados em trazer “COIN” para o mercado, e estamos ansiosos para continuar a trabalhar com a equipe da . Estamos iniciando essa jornada há quase quatro anos, e estamos determinados com um resultado positivo. Nós concordamos com a que a regulamentação e supervisão são importantes para a saúde de qualquer mercado e para a segurança de todos os investidores “.

Outra notícia positiva foi de Spencer Bogart, chefe de pesquisa da Blockchain Capital. Bogart disse a um site de noticias que ele acha a rejeição ao Winklevoss bitcoin ETF não terá impacto sobre a “convincente história de crescimento” do bitcoin.

Leia também  "ICOs incentivadas por celebridades podem ser uma má ideia" diz Comissão de Valores Mobiliários dos EUA

No entanto, ele argumentou que a decisão amortece as chances de que a SEC aprove outros produtos financeiros “bitcoin-tied”, julgando a probabilidade “extremamente baixa”.

Bogart disse:

“O terreno para a desaprovação da COIN parece ser motivado por preocupações com os mercados subjacentes do bitcoin.”

Outros tomaram uma posição mais crítica apoiando a SEC em decisão. Em um documento de 38 páginas, a agência apontou para a falta de vigilância no mercado global bitcoin, bem como uma falta geral de regulamentação que futuramente poderia estimular a fraude dos investidores.

No entanto, Jerry Brito, diretor-executivo do Coin Center sem fins lucrativos, argumentou que a decisão “cria um problema de galinha e ovo”, no qual barreiras aos novos produtos financeiros dificultam o tipo de desenvolvimento necessário para resolver essas preocupações.

Brito explicou:

“Como desenvolvemos mercados bem capitalizados e regulamentados nos EUA e na Europa se os inovadores financeiros não estão autorizados a trazer produtos para o mercado que aumentem a demanda doméstica por moedas digitais como o Bitcoin?”

Charles Hayter, CEO e fundador do CryptoCompare, disse em um site de noticias que a rejeição da ETF tinha “quebrado” as “esperanças de que o bitcoin iria se mova para um ativo principal de finanças”.

Leia também  Os CEOs dos bancos dos EUA estão com "muito medo" do Bitcoin, diz Rainer Michael Preiss

Ao mesmo tempo, Hayter prosseguiu dizendo que a decisão da SEC não impede o lançamento de outros produtos negociados em bolsa de bitcoin. A Suécia, por exemplo, abriga o produto  Bitcoin Tracker One  .

De olho no futuro

Adam Back, CEO da Starcook Starcast Blockstream, disse que acha que a rejeição dessa ETF só atrasou o inevitável.

“Acredito que esta decisão da SEC é um desvio temporário no caminho inevitável do bitcoin que, mais cedo ou mais tarde, levará a que todos os investidores de Wall Street e da Main Street possam participar dessa promissora tecnologia do futuro e, paralelamente, a adoção do bitcoin como moeda continuará, na internet, como o ouro digital e dinheiro eletrônico.”

Outros, também, refletem sobre a decisão à luz do futuro da moeda digital. Dave Nadig, CEO do site de notícias da indústria ETF.com , disse que não ficou surpreso com o movimento da SEC. Na verdade, ele postou que a natureza não regulamentada do bitcoin é uma característica da moeda digital.

Leia também  Análise: até quando o Brexit e a China continuarão influenciando no preço do Bitcoin?

“A decisão não é surpreendente. Em última instância, isso é menos sobre o que é ou não é bitcoin, é sobre a toda estrutura de mercado do bitcoin em si.”

Fonte: Coindesk
Adaptação/Tradução: Guia do Bitcoin


Receba notícias de Bitcoin em primeira mão, seguindo nosso canal no Telegramtelegram.me/guiadobitcoin

loading...

Transações instantâneas de Bitcoin serão possíveis graças a nova rede Thunder

Blockchain, a empresa por trás da carteira bitcoin mais popular do mundo, foi discretamente trabalhando em um projeto interessante chamado Thunder. A rede Thunder é uma rede alternativa de nós…

0 Comentários

Relatório do Mercado Brasileiro de Bitcoin – Abril de 2017

Desenvolvido em uma parceria exclusiva com o WatchCoins, o relatório de Abril já conta com melhorias significativas, graças ao apoio dos nossos leitores e empresas que estão ajudando (link abaixo)….

0 Comentários