Putin elogia tecnologia digital na cúpula do G20 e enfatiza regulamentação. O Bitcoin estaria em vista?

Na cúpula do G20, em Hamburgo, um fórum internacional para os governos e governadores dos bancos centrais de 20 grandes economias, o presidente russo, Vladimir Putin, enfatizou a importância das tecnologias digitais.

Putin afirmou:

“A transição da economia global para uma nova ordem industrial é sustentada pelo desenvolvimento da tecnologia digital. Acreditamos que o G20 poderia assumir um papel de liderança na definição de regulamentos internacionais nesta área”.

Embora o comentário de Putin sobre o desenvolvimento de tecnologias digitais e a necessidade de marcos regulatórios para facilitar o crescimento do setor de tecnologia fosse bastante geral, seu pedido de regulamentos internacionais sobre o setor de tecnologia em rápido crescimento poderia ser relevante para o Bitcoin e o mercado de criptomoedas.

Nos últimos dois anos, o Bitcoin foi regulamentado e legalizado em vários países, incluindo Japão, Coréia do Sul, EUA, Austrália, Filipinas e Europa. A Índia está preparada para legalizar completamente o Bitcoin e oferecer quadros regulatórios para empresas e usuários em um futuro próximo.

Leia também  Alguns sites para acompanhar o andamento de uma transação Bitcoin

Na cúpula do G20, Putin solicitou a regulamentação internacional de tecnologias como o Bitcoin, que também significa regulamentos internacionais unificados em tecnologias digitais. A grande maioria dos países que participaram da cúpula do G20, incluindo a China, o Japão, o Reino Unido e os EUA, regularam o Bitcoin, enquanto a Rússia e a Índia ainda não forneceram clareza regulatória sobre o Bitcoin, operações de criptografia e operações.

Então a Rússia regulará o Bitcoin?

Em junho, a CNBC informou que a Rússia está buscando regulamentar o Bitcoin como mercadoria e não como moeda. Muitos países percebem e consideram a Bitcoin como uma mercadoria, como a China.

Em entrevista à CNBC, Elvira Nabiullina, governadora do Banco Central da Rússia, afirmou:

“Nós não consideramos que o Bitcoin pode ser considerado como uma moeda virtual. Está mais para “ativos digitais” com a regulamentação de ativos. Temos algumas dúvidas, não vemos alguns benefícios importantes de introduzir ativos digitais em nossa economia”.

Os benefícios da Bitcoin sobre a economia da Rússia podem não ser evidentes no curto prazo. No entanto, o banco central russo provavelmente está considerando as crescentes demandas para Bitcoin de comerciantes casuais e investidores institucionais. Também é provável que a Rússia irá regulamentar o Bitcoin por razões semelhantes à China, para impedir que o mercado de câmbio da Bitcoin suba e os mercados negros, que são mais difíceis de regularizar e rastrear.

Leia também  Bitmain lança o Antminer R4, com hardware mais potente e criado para minerar Bitcoin em casa

Benefícios da regulação do Bitcoin

Sean Walsh, parceiro da Redwood City Ventures, uma empresa de investimento em fase inicial, que também investe em Bitcoin e Blockchain, explicou durante uma entrevista à CNBC que a regulamentação da Bitcoin ajudará a atender as crescentes demandas dos investidores e também evitará que Bitcoin seja utilizado como dinheiro “ilícito” ou dinheiro criminoso.

“Eu concordo com a visão de que, para os investidores de varejo e profissionais, uma maior estrutura regulatória é muito favorável, porque acrescenta à legitimidade a toda a rede”, disse Walsh.

Putin e a posição geral do governo russo quanto as tecnologias digitais e regulação internacional unificada no mercado de tecnologia podem beneficiar o Bitcoin, considerando a esmagadora maioria dos países que regulamentaram e legalizaram o Bitcoin.

Leia também  Coinmall pretende construir um "Ebay" para produtos digitais 'alimentado' por Criptografias

Posts relacionados

loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *