Preço do Bitcoin fica perto de US $ 10.000 no Zimbabwe devido à falta de dinheiro no país

0 Comentários

 

De acordo com TheNational.ae, a adoção do no Zimbabue está em disparada à medida que a situação econômica do país parece sombria. Tanto é que um Bitcoin está sendo negociado em quase US $ 10.000 na exchange Golix.io, enquanto a média global está no valor de $ 6,000.00.

De acordo com um comerciante local, o Bitcoin não está apenas sendo comprado por indivíduos, mas por empresas com contas a pagar. O país adotou o dólar norte-americano em 2009 como sua moeda fiat, já que o dólar zimbabuense havia perdido quase todo seu valor.

Na imprensa, Zimbabwe tem pessoas comprando Bitcoin na média global, e alguns comprando a criptografia por dinheiro por mais de US $ 10.000 na capital do país. Bitcoin, como esperaria qualquer Bitcoiner, está ajudando as pessoas no país a sobreviver a tempos de incerteza na econômica, já que o Zimbabue está envolvido em uma crise há anos.

Leia também  Bitcoin Cash: Falta de suporte para depósitos do BCH e baixo Hashrate limitará sua valorização

Por que o Bitcoin é tão valioso no Zimbábue

No início dos anos 2000, de acordo com a publicação, o do Zimbábue, , encorajou os cidadãos a invadir fazendas comerciais de propriedade principalmente de descendentes do . Após essas invasões, a agricultura do país entrou em colapso, o que levou o Banco da Reserva do Zimbábue a ficar sem dinheiro.

Em meados dos anos 2000, o banco decidiu imprimir dólares zimbabuenses para pagar o exército, funcionários públicos e policiais. A impressão em massa de dólares, como seria de esperar, levou a .

A situação piorou tanto que as pessoas levaram em torno de pilhas de dinheiro sem valor e logo começaram a acumular bens para usar como meio de troca. Então, em 2009, Mugabe cedeu e substituiu o dólar zimbabuense pelo para se livrar da hiperinflação.

Funcionou e os preços se estabilizaram, mas desde que o do Zimbábue não pode imprimir dólares americanos, o país agora os importa para levá-los ao sistema financeiro. O governador do banco de reservas, , afirmou:

“Sim, importamos dinheiro quase todas as semanas e agora estamos importando US $ 10 milhões semanalmente. Quando dizemos que importamos dinheiro, dizemos que importamos dólares porque queremos continuar usando o dólar nesta economia”.

Resultado de imagem para Zimbabwe bank

Então, com as intenções de nacionalização, as exportações começaram a desmoronar e agora, de acordo com a Bloomberg, os bancos racionam dólares para apenas US $ 20 por pessoa, independentemente da quantidade de dólares na conta bancária do individuo. Alguns até dormem fora dos bancos para garantir antes que acabem as notas.

Leia também  Ned Scott participa da "Consensus 2018" em Nova Iorque

O banco central do país, para corrigir o problema, começou a emitir as chamadas notas obrigatórias que supostamente têm o mesmo valor que o dólar dos . A maioria não gostaram da alternativa, uma vez que os fornecedores estrangeiros se recusam a aceitá-los, e algumas empresas cobram prêmios de até 50% para aceitá-los.

De acordo com o economista Vince Musewe, o problema no Zimbabwe hoje não é a falta de bens para comprar, mas a falta de dinheiro para fazê-lo – exatamente o oposto do que era quando a crise do país começou inicialmente. Ele afirmou:

“Havia muito dinheiro, mas nenhum produto nas lojas. Agora, há produtos nas prateleiras, mas não há dinheiro para comprá-los”.

Para escapar da crise do país, os zimbabuenses agora estão se voltando para uma moeda que não irá deixa-los na mão, como as moedas fiat.

Leia também  Investidores perdem US$50 milhões ao investir em esquema Ponzi

Fonte: Cryptocoinsnews.com

Tradução: Guia do Bitcoin

Acompanhe notícias todos os dias sobre Bitcoin e Criptomoedas:

Telegram: http://telegram.me/guiadobitcoin
Facebook: https://www.facebook.com/guiadobitcoin/
Twitter: https://twitter.com/guiadobitcoin
Feed RSS: https://guiadobitcoin.com.br/feed/

[jetpack_subscription_form title=”Bitcoins no seu e-mail” subscribe_text=”Digite o seu e-mail” subscribe_button=”Quero receber” show_subscribers_total=”1″]