Preço do Bitcoin a $2000 é apenas o começo

 

Imagem: reprodução

Com o preço do Bitcoin subindo lentamente, e com a guerra comercial iminente entre os dois países, o Bitcoin está sendo favorecido. No entanto, a duração dessa quebra de braço será até um dos dois líderes das duas maiores economias do mundo recuar primeiro em suas declarações políticas.

Outro cenário considerado poderia ser que os EUA fariam esforços para conter a China. De acordo com Victor Zhikai Gao , um especialista chinês sobre as relações internacionais e presidente do Instituto de Segurança Energética China, o tiro pode sair pela culatra.

O estado da relação EUA-China

Até agora, na relação EUA-China há muita tensão nos últimos dias. O novo presidente dos Estados Unidos assinou um novo “dia nacional de patriotismo” e, em uma declaração separada no site da Casa Branca, disse que pretende desenvolver um sistema de defesa antimísseis “no estado da arte” para proteger contra ataques do Irã e da Coréia do Norte. Em resposta, o Irã está planejando despejar o dólar norte-americano.

Leia também  Entenda de uma vez por todas porque Marketing Multinível com Criptomoedas não funciona: 100% são golpes

Trump também pediu um “congelamento regulatório” imediato para impedir que as agências federais emitissem novos regulamentos. Seu foco está na determinação de ter uma visão nacionalista para seu país, uma visão que é um tanto contraproducente para o líder chinês, cuja idéia de um mundo globalizado não parece ser atraente para Trump.

Em Davos, Xi Jinping falou em defesa de uma economia internacional aberta e globalizada.

Estaremos caminhando em uma estrada perigosa e áspera nos próximos anos, é melhor estar pronto para isso, escreve Timothy Garton Ash enquanto ele disseca as primeiras horas da suposição de Trump no escritório e resumiu com a palavra chave: confronto.

Um editorial no Global Times, um tabloide estatal, diz: “Os atritos entre os EUA e seus aliados, bem como as tensões comerciais entre os EUA e a China parece inevitáveis dentro dos quatro anos. Sem dúvida, a administração Trump estará acendendo muitos ‘fogos’ em sua porta da frente e ao redor do mundo. Vamos esperar e ver quando será a vez da China. “

Leia também  Dê Bitcoin de presente neste natal

A tendência de confrontação provavelmente continuará a afetar a economia global até que os EUA e a China elaborem um prazo.

Prejuízos monetários

Considerando tudo o que tem acontecido com o yuan chinês nos últimos meses, a China parece estar em um ponto mais desfavorecido do que os EUA.

Um novo enfraquecimento do yuan terá mais saídas de capital que acarretará em mais absorção do Bitcoin não só na China, mas em várias outras partes do mundo onde o efeito de um dólar fortalecido é uma restrição.

O caso seria o mesmo se o dólar enfrentasse uma situação semelhante.

Outros fatores que influenciam o preço do Bitcoin

Na realidade, devemos entender que o fator Trump é apenas uma adição aos vários eventos antecipados que se espera que afetem o preço da moeda digital.

Várias questões estão surgindo no cenário corporativo, que são esperados para melhorar a adoção do Bitcoin e elevar mais o seu preço. Temos o debate sobre a ativação do SegWit, ETFs sendo aprovados e os vários novos casos de uso surgindo aqui e ali.

Leia também  Dentista larga profissão para criar aplicativo de pagamentos via bitcoin

O confronto econômico na Europa começou, mas não foi muito longe. Os africanos estão se aquecendo com a realidade e todos sabemos o que está acontecendo na América do Sul.

Fonte: cointelegraph.com
Adaptação/Tradução: Guia do Bitcoin

Bitcoin ultrapassa os $9.400, marcando uma valorização de 60% em apenas um mês

O preço do bitcoin atravessou a zona de US$ 9.000 dólares nas exchanges globais em 26 de novembro de 2017, atingindo uma máxima de $9.400, maior recorde de todos os…

0 Comentários

Mesmo em queda Bitcoin é forte: Ações da Square sobem após pesquisa sobre Bitcoin

Mesmo o preço das criptomoedas “sangrando” nesta quarta-feira, em meio a notícias preocupantes sobre o FMI e o Google, não se pode negar que as criptomoedas ainda estão fortes, uma pesquisa…

0 Comentários