Preço de Bitcoin deve chegar a US$ 100 mil em 2018

0 Comentários

Tudo indica que a moeda digital mais famosa do mundo chegou mesmo para ficar. Desde o seu lançamento no mercado, há 10 anos atrás, o Bitcoin, apesar de seus altos e baixos, tem apresentado grande valorização. A sua moeda é comercializada por mais de US$10 mil atualmente, com previsões de chegar a US$100 mil ainda este ano! No entanto, o Bitcoin pode ser encontrado no mercado com diferentes . Hoje, vamos entender o porquê isso acontece.

Saiba mais aqui sobre o que é Bitcoin.

5 razões para os diferentes preços do Bitcoin

1) Descentralização
Uma das principais razões para a flutuação dos preços do Bitcoin deve-se ao fato de ser uma moeda totalmente descentralizada, não havendo um preço padrão ou global por um determinado período de tempo. O Bitcoin não está atrelado ao , às taxas de câmbio diárias ou a qualquer outra moeda fiduciária, nem está vinculado a um país específico ou a uma troca. Assim como acontece com as commodities de todos os tipos, a oferta e a demanda variam dependendo do tempo e do mercado, e o preço do Bitcoin flutua como resultado.

2) Preços estimados​
Pelo fato de não haver um padrão global para o preço de um único Bitcoin, não há precisão quanto ao rastreamento de preços na internet. Isso porque a maioria dos rastreadores de preços de Bitcoin calcula uma estimativa média ou um preço negociado recentemente de Bitcoin com base no histórico das últimas transações. O Google, por exemplo, baseia seus números em Coinbase API, e é por isso que vincula o valor do Bitcoin ao dólar americano.

Leia também  Preço do Bitcoin se aproxima de $6.800 com grandes lucros

3) Taxas de transferência
É importante analisar que, além da imprecisão dos rastreadores de preços, há ainda diferentes taxas de mercado do Bitcoin cobradas por diferentes exchanges. O que significa que os investidores, ao comprarem a moeda digital em uma bolsa (wallet), provavelmente irão encontrar um valor real maior do que o anunciado ao concluir a compra, devido às taxas cobra

das sobre o valor do Bitcoin.

As taxas cobradas variam, e para saber qual é o valor da taxa de transferência de cada , basta visitar o site coinmarketcap. Lá é possível encontrar um comparativo de preços das exchanges em todo o mundo.

a. Exchange brasileira

 A coinBR, por exemplo, é uma exchange brasileira que oferece diversos serviços online. As taxas coinBR são zero para os usuários que utilizarem Smart Wallet. Não há nenhuma taxa envolvida, inclusive a taxa da rede é paga pela própria coinBR. A transação é realizada offchain, com confirmação instantânea, para o usuário que envia Bitcoins para outra pessoa que também tenha Smart Wallet.

b. Corretora brasileira

Entre as corretoras que indicamos está eToro, que aceita em Paypal.

Há também a Coinx, recém-lançada corretora de criptomoedas no mercado brasileiro. Oferece taxa zero, além de um cupom de R$ 10,00 ao abrir na Coinx.

c. Caixa eletrônico

Ao utilizar um ATM (Automated Teller Machine), é importante notar que são cobradas taxas em caixa eletrônico. Atualmente, existem dois tipos de caixas eletrônicos de Bitcoin, e permitem transações unidirecionais ou bidirecionais. Cerca de 70% dos caixas eletrônicos realizam operações unidirecionais: recebem o depósito em dinheiro fiat na e permite a compra de Bitcoins. Já o restante dos caixas eletrônicos (30%) permite também a retirada de dinheiro fiat através da venda de Bitcoins. Para localizar o ATM mais próximo, basta acessar o site Bitcoin ATM map.

Leia também  Quase $10.000: O que está levando o preço do Bitcoin a quebrar novos recordes?

O que é melhor: corretora ou exchange?

Hoje é possível comprar e vender Bitcoin através de corretoras e exchanges. Mas, qual a diferença entre elas? Quais são as vantagens e desvantagens?

 

Corretora: Atrás de uma corretora está uma organização, que define o preço e a taxa pela qual está disposta a vender o Bitcoin. Essa detém os fundos ou trabalha com uma rede de outras corretoras para manter uma oferta suficiente.
As corretoras provavelmente manterão os preços similares ao das outras corretoras, a fim de manter a demanda por seus serviços. Coinbase é um exemplo de corretora monetária digital.

Exchange: Reúne diversos compradores e vendedores, que oferecem suas ofertas de compra e venda simultaneamente. Os compradores podem optar por comprar a

qualquer preço, mas o pedido não será concluído até que um vendedor concorde com a transação. O preço de equilíbrio nessas trocas é definido como o último preço acordado entre comprador e vendedor.

SEGURANÇA:
O principal risco ao utilizar uma exchange, apesar das diversas opções de compra e venda, é ser instável e mais vulnerável aos golpistas (scam). Há comerciantes confiáveis que utilizam as exchanges, no entanto há também uma grande variedade de golpes, desde moedas misturadas até obscuras conversões.

4) Oferta e demanda

O Bitcoin, por ser uma moeda descentralizada, está baseado basicamente na lei de oferta e demanda. As trocas de Bitcoins conectam aqueles que têm Bitcoins e desejam vender com aqueles que queiram comprar. Diferentes bolsas podem ter diferentes níveis de oferta e demanda, e por isso os preços podem variar entre elas.

5) Volume limitado
Outro fator importante é que as moedas digitais utilizadas para troca online representam apenas uma fração do total de moedas já extraídas. Se apenas um quarto ou menos estiver em jogo, as oscilações podem ser bastante dramáticas. Como o volume de Bitcoin é limitado, preços diferentes podem e vão existir em diferentes bolsas. Isso também ocorre com as trocas de moeda estrangeira. No entanto, com traders profissionais, bilhões de dólares e negociações automatizadas, as diferenças estão em frações de um por cento.

Leia também  Tem medo de investir na Blockchain? Invista em empresas que acreditam na Blockchain

Vale a pena mesmo investir em Bitcoin? Quando será que o Bitcoin irá supervalorizar como ocorreu em 2017?

Segundo as previsões da empresa dinamarquesa Saxo Bank, o preço do Bitcoin pode chegar a US$100 mil ainda este ano de 2018! Saxo Bank viu concretizar sua previsão de supervalorização do Bitcoin de 2016 para 2017, triplicando de cerca de US$900 para mais de US$19,000 ao longo de 2017.

Aparentemente, as expectativas de Saxo Bank são bastante otimistas, mas como já se concretizaram, quando muitos achavam impossível, é bem provável que as previsões se concretizem este ano também.

Imagem: Pixabay

Bitcoin “gourmet” no Brasil

Comprar Bitcoins no Brasil pode ser um negócio ainda mais lucrativo do que no resto do mundo. Devido à demanda de Bitcoin no Brasil, o preço da moeda digital acaba tornando-se mais caro do que em outros países. Por isso, muitos referem-se brincando ao Bitcoin no Brasil como de “Bitcoin Gourmet”, devido ao seu preço mais elevado.

Mas, isto está longe de ser uma desvantagem, caso o usuário compre Bitcoin no exterior e venda no Brasil. Isso é possível através do website de compra Coinbase. Saiba mais informações aqui.

Conclusão:

Agora que você já tem bastantes informações sobre como funciona o mercado de Bitcoin, registre-se no nosso site e comece a desfrutar das vantagens desse mercado em franca expansão!

Aviso de risco: Investir em moedas digitais, ações, títulos e outros valores, mercadorias, divisas e outros produtos de investimento derivado (por exemplo, contratos por diferença, “CFD”) é especulativo e representa um nível elevado de risco. Cada investimento é único e envolve riscos únicos.

Os CFD e outros derivados são instrumentos complexos e têm um risco elevado de perda rápida de dinheiro devido a alavancagem. Deverá ponderar se compreende como o investimento funciona e se consegue suportar o risco elevado de perda do seu dinheiro.

As criptomoedas podem ter preços flutuantes e, por isso, não são adequados a todos os investidores. A negociação de criptomoedas não é supervisionada por qualquer enquadramento regulador da UE. O desempenho anterior não garante os resultados futuros. Qualquer histórico de negociação apresentado tem menos de 5 anos e, exceto quando indicado, não é suficiente como base de decisões de investimento. O seu capital está em risco.

Quando negoceia em ações, o seu capital está em risco.

O desempenho anterior não é um indicativo fiável de resultados futuros. O histórico de negociação apresentado tem menos de 5 anos e, exceto quando indicado, não é suficiente como base de decisões de investimento. Os preços podem tanto subir como descer, os preços podem flutuar bastante, pode estar exposto a flutuações de taxa de câmbio e pode perder todo ou mais capital do que o que investiu. O investimento não é adequado para todos, certifique-se de que compreendeu totalmente os riscos e legalidades envolvidas. Se não tiver a certeza, procure aconselhamento financeiro, legal, fiscal e/ou contabilístico. Este website não oferece aconselhamento financeiro, legal, fiscal ou contabilístico. Alguns links são links afiliados. Para mais informação, leia o nosso aviso e declaração de risco completo.