Polychain Capital levanta $10 milhões para investimento em ativos alternativos de blockchain

Uma startup especializada na negociação de ativos baseados em blocos levantou um fundo de US$ 10 milhões apoiado por Andreessen Horowitz (A16z), Boost VC e Union Square Ventures (USV), entre outros investidores não revelados.

Imagem: reprodução

Dirigida pelo veterano da Coinbase, Olaf Carlson-Wee, a Polychain Capital pretende investir nos chamados “protocol tokens” ou ativos alternativos que, como o bitcoin, possuem um protocolo subjacente e um ativo negociável que gerencia o acesso a um ledger ou aplicativo digital.

Em entrevista, Carlson-Wee descreveu o fundo como aquele que oferecerá aos investidores exposição a uma carteira ativamente gerenciada, por ativos baseados em blocos.

Notàvelmente, Carlson-Wee creditou o sucesso de blockchains alternativas como o Ethereum, dirigindo o interesse no fundo. Embora tenha havido um crescimento dramático no preço de seu recurso nativo, pouco deste valor tem sido acessível aos tradicionais investidores, disse ele.

Leia também  Colapso financeiro global: quem pagará $400 trilhões em aposentadorias?

Carlson-Wee disse:

“Eu acho que esses tokens são muito importantes, eles monetizam diretamente os criadores de código aberto e capitalizam equipes em um nível de protocolo. Nós já vimos muitos criadores de redes de blocos enriquecerem com base na sua criação”.

Carlson-Wee informou que a Polychain não divulgará seus investimentos, mas que não estará usando sua posição potencialmente desproporcional para influenciar movimentos de mercado do dia a dia.

“Estou tentando assumir muito cedo uma posição em projetos que eu acredito que poderiam realmente se tornarem a infra-estrutura da futura internet, ou app tokens que poderiam perturbar os principais serviços de web centralizados”, disse ele.

Os investimentos em modelos de negócios da tecnologia blockchain crescem a cada dia.

No passado, ambas as empresas apoiaram startups, incluindo o OpenBazaar, uma plataforma de e-commerce descentralizada, e a Mediachain, um protocolo de metadados para compartilhamento de conteúdo.

Leia também  O bitcoin não é uma ferramenta para transações ilegítimas!

Em 2016, cerca de US$ 200 milhões foram arrecadados em ofertas iniciais de moedas (ICO’s) ou vendas de tokens públicos, de acordo com dados da CoinDesk, com a maioria do montante (quase US$ 150 milhões) dedicada ao projeto DAO, que foi um fracasso.

Para maiors informações sobre o projeto, leia a entrevista completa com Carlson-Wee aqui (em inglês).

Via: Coindesk
Adaptação e Tradução: Guia do Bitcoin

loading...

Bitcoin Análise técnica – 13 de julho

BTC-USD é a paridade relacionada as criptomoedas, o preço do Bitcoin valorizou forte dentro de um curto período de tempo, tornando o par BTC/USD muito popular entre os traders e investidores…

0 Comentários

Doctor Doom: Contratos inteligentes não são inteligentes

O economista Nouriel Roubini, conhecido pelo apelido de “Doctor Doom”, criticou os contratos inteligentes na plataforma Ethereum. "Smart Contracts" are neither smart nor contracts: they are extremely buggy -100 bugs…

0 Comentários
Vai ficar de fora?
Para manter-se atualizado sobre novidades, ofertas e dicas, informe-nos que você gostaria de receber atualizações por e-mail inserindo seu endereço de e-mail e clicando para se inscrever. Como usamos as suas informações?​

INSCREVER
close-link