Político venezuelano pede a legalização do Bitcoin no país

, candidato à Assembléia Geral Constitucional na , publicou recentemente um vídeo no qual ele pede a adoção da criptomoeda e afirma que ajudará o país, facilitando o acesso aos mercados globais e colocando a na vanguarda de um novo sistema financeiro global.

O candidato, que claramente quer uma adoção generalizada da criptomoeda no país, também fez campanha para um sistema no qual as pessoas dependam menos do e usem criptografia para o comércio internacional.

Leia também  Bitcoin continua sendo a maior esperança para os Venezuelanos

Jorge Dommar é o primeiro a propor o uso desse tipo de tecnologia para lidar com as restrições impostas pelo governo. As eleições da Assembléia Constitucional estão agendadas para o dia 30 de julho.

Adoção do na Venezuela

A Venezuela, como relatado anteriormente pelo Guia do Bitcoin, é um país em que tanto a como as políticas governamentais começaram a impedir a maioria das pessoas de acessar moeda estrangeira, levando a uma crise nacional. De acordo com vários relatórios, muitas pessoas no país dependem do Bitcoin e outras para sobreviver, já que nem a Western Union nem o PayPal trabalham na Venezuela.

Leia também  Bitcoin está ajudando as pessoas a sobreviverem na Venezuela. Crise só tem crescido no país

No país, as criptomoedas ajudam as pessoas a contornar essas restrições. Usando Bitcoin e Dash, por exemplo, é possível comprar cartões-presente que podem ser usados ​​em mercados online como o Amazon, permitindo efetivamente que as pessoas adquiram produtos do exterior.

No entanto, o Bitcoin ainda não é utilizado pela maioria da população no país, de acordo com o ex-presidente da Federação Venezuelana de Câmaras de Comércio (FEDECAMARAS) Noel Alvarez. Alvarez afirmou que um máximo de 1% da população tem acesso a criptomoeda, o que significa que o volume ainda é muito baixo para operações importantes.

Fatores que impedem a adoção, considerando suas vantagens em ajudar as pessoas contra falhas governamentais e hiperinflação, são que as criptomoedas são “armazenadas” nos smartphones das pessoas e o crime é relativamente comum na Venezuela. Além disso, o país não foi muito gentil com os bitcoiners no passado.

 

Via: Cryptocoinsnews
Tradução: Guia do Bitcoin


Quer ficar antenado sobre o Bitcoin? Siga os nossos canais e receba atualizações todos os dias:

Telegram: http://telegram.me/guiadobitcoin
Facebook: https://www.facebook.com/guiadobitcoin/
Twitter: https://twitter.com/guiadobitcoin
Linkedin: https://www.linkedin.com/company-beta/16221556

loading...

África do Sul quer rastrear e taxar transações de Bitcoin no país

O uso de Bitcoin vem crescendo rapidamente na África do Sul, principalmente para negociação, tornando-se pessoas tão populares que podem até pagar suas corridas de táxi com a criptomoeda. Isso…

0 Comentários

Rejeição de Hillary ao bitcoin, faz usuário do REEDIT doar bitcoin com vitória de Trump

Um usuário do Reddit prometeu pagar 0,01 BTC para todos os usuários que comentarem em seu post, no caso de Trump ganhar a eleição presidencial dos EUA. Aqui está o que…

2s Comentários