Pizzas compradas em 2010 por 10 mil Bitcoins valeriam “alguns” milhões de dólares hoje

2s Comentários

O dia 22 de maio de 2010 marcou uma data importante e meio ‘inusitada’ para a bitcoin. Nessa ocasião, o programador Laszlo Hanyecz gastou nada menos do que 10 mil Bitcoins para comprar duas pizzas.

Para muitos, esse pode parecer um gasto absurdo, considerando os milhares de dólares que cada uma delas poderia valer, mas convenhamos que, naquela época, parecia um bom negócio para o que é considerada a primeira transação de bitcoins do “mundo real”.

Seria muito mais fácil aceitar isso, é claro, se essa não tivesse se mostrado uma transação que custaria ao desenvolvedor, hoje em dia, alguns milhões de dólares. Em quanto estamos falando, mais especificamente? “Apenas” US$ 22,7 milhões, considerando a cotação da moeda exatos sete anos depois da transação original, segundo o perfil no Twitter Bitcoin Pizza. Sim, é uma conta dedicada só a cotar o valor dessas pizzas diariamente.

Novamente, antes que você venha achar que o desenvolvedor era um “completo tolo”, ele mesmo explicou em 2013 que, para a época, isso foi um ótimo negócio, considerando que a Bitcoin não valia nada. “Não era como se Bitcoins tivessem qualquer valor naquela época, então a ideia de trocá-las por uma pizza era incrivelmente legal. Ninguém sabia que isso ia se tornar tão grande”, contou ele ao The New York Times.

“Que BELO INVESTIMENTO!”

Via: Twitter.com/bitcoin_pizza
Tradução: Guia do Bitcoin

Escreva um comentário

2 Comentários

Investir é especulativo. Ao investir seu capital está em risco. Este site não se destina a uso em jurisdições em que a negociação ou os investimentos descritos são proibidos e só devem ser usados por essas pessoas e de maneiras que sejam legalmente permitidas. Seu investimento pode não se qualificar para a proteção do investidor em seu país ou estado de residência, portanto, conduza sua própria devida diligência. Este site é gratuito para você usar, mas podemos receber comissões das empresas que apresentamos neste site. Clique aqui para obter mais informações.