Petro: Russos se calam diante da acusação de ajudar a Venezuela com criptomoeda

0 Comentários

Segundo o secretário de imprensa presidencial Dmitry Peskov, o governo russo não tem informações sobre a participação de especialistas em TI do país na criação da criptomoeda nacional da Venezuela a Petro.

“Não tenho informações sobre isso e não sei qual é a fonte dessas informações. Por isso não afirmar se é verdade” , disse Peskov.

Segundo o portal TIME, membros do governo russo e vários empresários do país ajudaram no lançamento da criptomoeda nacional da Venezuela.

A notícia afirma que o presidente da Venezuela, Nicolas Maduro, foi aconselhado por bilionários russos diretamente ligados ao Kremlin. Supõe-se que, tendo garantido o apoio do Presidente Putin, eles foram responsáveis ​​pelo desenvolvimento da criptomoeda Petro.

A notícia nomeia pelo menos duas dessas pessoas: Denis Druzhkov e Fedor Bogorodsky. Eles estavam supostamente por trás do desenvolvimento da Petro, uma joint venture criada por autoridades e empresários da Venezuela e da Rússia para contornar as sanções impostas aos dois países.

Veja notícia completa aqui.

Guia do Bitcoin

Mantenha-se informado todos os dias sobre Bitcoin!
Telegram: http://telegram.me/guiadobitcoin
Facebook: https://www.facebook.com/guiadobitcoin/
Twitter: https://twitter.com/guiadobitcoin
Feed RSS: http://guiadobitcoin.com.br/feed/

[jetpack_subscription_form title=”Bitcoins no seu e-mail” subscribe_text=”Digite o seu e-mail” subscribe_button=”Quero receber” show_subscribers_total=”1″]

Investir é especulativo. Ao investir seu capital está em risco. Este site não se destina a uso em jurisdições em que a negociação ou os investimentos descritos são proibidos e só devem ser usados por essas pessoas e de maneiras que sejam legalmente permitidas. Seu investimento pode não se qualificar para a proteção do investidor em seu país ou estado de residência, portanto, conduza sua própria devida diligência. Este site é gratuito para você usar, mas podemos receber comissões das empresas que apresentamos neste site. Clique aqui para obter mais informações.