Petro desvaloriza 96% depois de anúncio de Maduro

3s Comentários

Petro desvaloriza 96%

Petro desvaloriza 96% depois que o ditador da Venezuela, Nicolas Maduro, anunciou nesta sexta-feira uma taxa de câmbio única atribuída à “criptomoeda” de seu governo comunista.

Maduro disse que iria rever as taxas de câmbio da Venezuela e fixar salários, pensões e preços ao Petro, uma “criptomoeda” lançada pelo governo no início deste ano. Ele disse que um Petro equivaleria a US$ 60 e teria o equivalente a 360 milhões de bolívares.

Isso implica uma nova taxa de câmbio de 6 milhões de bolívares por dólar, amplamente comparada às taxas de câmbio utilizadas no mercado negro, resultando em uma desvalorização de 96% em comparação com a atual taxa oficial DICOM de 248.832 bolívares por dólar.

O presidente da Venezuela, Nicolas Maduro, fala durante um encontro com os ministros no Palácio de Miraflores, em Caracas, Venezuela, em 17 de agosto de 2018Desde 2003, a Venezuela tem tido controles monetários rígidos, identificados pelos economistas como a principal causa de sua crise econômica, que gerou uma hiperinflação e tornou a moeda bolivar quase inútil.

O Fundo Monetário Internacional previu que a inflação na Venezuela atingiria 1 milhão por cento este ano. E especialistas em criptomoedas lançaram dúvidas sobre a Petro como um instrumento financeiro funcional, citando a falta de detalhes claros sobre como ele opera e as sanções dos EUA que o impedem de entrar em vigor.

Investir é especulativo. Ao investir seu capital está em risco. Este site não se destina a uso em jurisdições em que a negociação ou os investimentos descritos são proibidos e só devem ser usados por essas pessoas e de maneiras que sejam legalmente permitidas. Seu investimento pode não se qualificar para a proteção do investidor em seu país ou estado de residência, portanto, conduza sua própria devida diligência. Este site é gratuito para você usar, mas podemos receber comissões das empresas que apresentamos neste site. Clique aqui para obter mais informações.