Pesquisadora afirma que bancos consomem mais energia que Bitcoin

0 Comentários

A Dra. Katarina M. Kelly-Pitou, divulgou uma pesquisa onde contesta a acusação de que o Bitcoin é o grande vilão do consumo de energia e que a eletricidade é o calcanhar de Aquiles do Bitcoin, mas segundo a a Dra. Katarina, uma pesquisadora especialista em energia limpa, isso não é verdade.

De acordo com Katarina, novas tecnologias, como computadores, carros e aviões, no início tem um alto consumo de energia, mas à medida que evoluem, passam a economizar energia.

“Ao falarmos especificamente sobre o consumo de energia, acredito que muitos não conseguem entender um dos benefícios mais básicos dos sistemas de energia renovável. A produção de eletricidade pode aumentar e mesmo assim ter um impacto mínimo no meio ambiente. Em vez de se concentrar na quantidade de energia que o bitcoin usa, a discussão deve centrar-se em torno de quem de fato o está produzindo – e de onde vem seu poder ”- Dr. Katarina.

Ela também concorda que a mineração Bitcoin consome muita energia,  e que só em 2017, o consumo de energia foi estimado em cerca de 30 terawatts-hora, o que é a mesma quantidade de energia que a Irlanda consome por ano.

Mesmo que pareça ser muita energia, não é um número exorbitante. As instituições bancárias consomem cerca de 100 terawatts de energia por ano. O Bitcoin sendo uma nova tecnologia, conseguir melhorar seu consumo de energia, os custos de funcionamento da rede podem diminuir significativamente. Mas mesmo que o Bitcoin permaneça nos níveis atuais, o setor bancário consome mais de três vezes mais energia do que o Bitcoin.  

A Dr. Katarina destaca que o foco da discussão não deve se concentrar no consumo de energia da rede do Bitcoin, mas sim na produção de carbono do Bitcoin e como ele pode ser reduzido. 

“Em vez de discutir o consumo de energia do bitcoin em geral, as pessoas deveriam estar discutindo a produção de carbono do bitcoin e entender se certas fazendas de mineração estão contribuindo para um grande ônus ambiental. Embora tenha havido uma ampla discussão sobre o consumo de energia do bitcoin, não tenho conhecimento de nenhum estudo que calcule a emissão de carbono do processo de mineração do bitcoin ”.

Fonte: bcfocus

Guia do Bitcoin

Investir é especulativo. Ao investir seu capital está em risco. Este site não se destina a uso em jurisdições em que a negociação ou os investimentos descritos são proibidos e só devem ser usados por essas pessoas e de maneiras que sejam legalmente permitidas. Seu investimento pode não se qualificar para a proteção do investidor em seu país ou estado de residência, portanto, conduza sua própria devida diligência. Este site é gratuito para você usar, mas podemos receber comissões das empresas que apresentamos neste site. Clique aqui para obter mais informações.