Oliver Harris, 29 anos, é o novo gerente estratégico de criptomoedas do JP Morgan

0 Comentários

Um especialista em tecnologia financeira está assumindo a posição de gerente para a estratégia de do gigante financeiro , e assumirá o projeto  do .

O JP Morgan, importante banco norte-americano de reconhecimento internacional, pediu ao diretor interno de tecnologia financeira, residente em Londres, que desenvolva uma estratégia de criptomoeda especialmente para o banco.

 O diretor de 29 anos, Oliver Harris, está assumindo a nova posição de gerente da estratégia de ativos criptográficos, reportando-se a Umar Farooq, chefe das iniciativas Blockchain do banco corporativo e de investimentos.

O anúncio foi divulgado internamente na última quarta-feira, de acordo com o Financial News. O banco não deu mais declarações e não nomeou um novo chefe de Fintech e In-Residence.

Harris tem um currículo “forte”. Ele tem liderado o programa Fintech e In-Residence, que identifica parcerias com startup de tecnologia financeira para o JPMorgan desde 2015. Sendo assim, ele já trabalhou como um consultor de estratégia na Accenture, consultoria multinacional, serviços de tecnologia e terceirização.

Harris também será responsável pelo desenvolvimento do projeto Blockchain do JPMorgan, o  Quorum.

Harris será responsável por identificar e liderar novos projetos de criptomoedas para o banco, em vez de ativamente negociar com criptomoedas. Conforme relatado pela Financial News, Harris estudará serviços de custódia criptomoedas e como a tecnologia Blockchain pode ser aplicada no negócio de pagamento do JPMorgan, um aplicativo no qual o banco vem trabalhando neste ano.

Leia também  Guerra comercial! Como isso poderia ajudar moedas sem fronteiras e sem censura?

O CEO do JPMorgan, Jamie Dimon, que anteriormente manifestou a sua rejeição as criptomoedas (especificamente chamando o Bitcoin de “fraude” em setembro do ano passado), mais recentemente, disse à CNBC: ” Estou aberto as criptomoedas se forem devidamente controladas e reguladas “. O que mostra por que a decisão do JPMorgan de escolher um líder de estratégia em criptomoedas.

Fonte