Oficial: Banco Central do Japão vai “considerar seriamente” moedas virtuais

Blockchain: a inovação subjacente às moedas digitais, incluindo o bitcoin, esteve sob o destaque durante o 3º Fórum de Fintech, realizado pelo banco central do Japão.

O terceiro Fórum Fintech do Banco do Japão, viu funcionários do departamento de pagamentos do banco central admitirem que os bancos centrais em todo o mundo estavam pesquisando a tecnologia blockchain.

De acordo com um relatório do Nikkei, o tema em alta do dia foi a tecnologia blockchain com bancos privados e instituições financeiras que, aparentemente, mostrariam maquetes de potenciais aplicações de cadeias de blocos durante o evento.

Em dezembro, o governador da BOJ, Haruhiko Kuroda, confirmou que o departamento de pagamento e liquidação do banco utilizava uma tecnologia de blockchain em fase de testes, afirmando que estava se tornando imperativo que os bancos centrais “compreendessem profundamente a inovação”.

Após o teste, Yuji Kawada, outro funcionário do departamento de pagamentos confirmou que a tecnologia blockchain tinha o “potencial de render benefícios” durante o Fórum Fintech. No entanto, a tentativa da tecnologia de contabilidade distribuída com o BOJ-NET, que permite transferências eletrônicas de fundos e títulos no Japão, não se ajustou ao atual sistema em termos de capacidade de processamento, acrescentou o funcionário.

Leia também  O Banco Central da Ucrânia sinaliza possível regulamentação de criptomoedas

O Banco do Japão firmou parceria com o Banco Central Europeu para estudar os potenciais casos de uso da tecnologia blockchain em um projeto de pesquisa conjunta a partir de finais de 2016. As conclusões do projeto devem ser divulgadas ainda este ano (2017).

Vem aí um “Yen Digital”?

No evento desta semana, o relatório do Nikkei reverte às questões colocadas pelo setor financeiro privado no caso de uma moeda digital emitida pelo BOJ, em que o dinheiro físico do papel-moeda seria substituído por registros digitais. A política monetária instalada e executada pelo banco central seria significativamente alterada se um iene digital fosse emitido, assim como a relação entre o banco central e os bancos do setor privado.

Quando surgiu a inevitável pergunta sobre uma moeda digital emitida pelo banco central, Hiromi Yamaoka, diretora-geral do Departamento de Sistemas de Pagamentos e Liquidação, não deu muita distância.

Leia também  2º Maior rede de supermercados sul-africano inicia teste de pagamentos com Bitcoin

Ainda assim, ele afirmou:

“Vamos considerar seriamente para saber o que é possível um banco central fazer.”

Em novembro de 2016, Hiroshi Nakaso, vice-governador do banco central, revelou que o banco não tinha um cronograma específico ou planejava emitir moedas digitais como meio de substituir dinheiro. No entanto, o alto funcionário afirmou que o banco estava em conversações com acadêmicos para fornecer respostas a questões significativas sobre uma moeda digital emitida pelo banco central.

Participe da nossa pesquisa abaixo sobre a emissão de moedas digitais por um Banco:

Você utilizaria a moeda digital de um banco?

Ver Resultados

Carregando ... Carregando ...

Via: Cryptocoinsnews
Adaptação/Tradução: Guia do Bitcoin

Siga nosso canal no Telegram e não perca uma notícia sobre Bitcoin: telegram.me/guiadobitcoin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *