O Steemit é uma rede social revolucionária, mas ainda há pouca adesão de brasileiros

0 Comentários

Quando eu ouvi falar sobre o pela primeira vez, fiquei desesperada para fazer parte disso. Nem pensei duas vezes, se era verdade ou mentira. Só pensava: “ganhar para fazer posts em um blog particular sem depender de influência prévia ou condições de uso!”

Naquele momento, imaginei que seria a primeira brasileira, porque era bom demais para não ser um sucesso absoluto. Porém, como sabemos não foi bem assim.

Dentre tantas outras plataformas para blogar, o Steemit carrega algumas especificidades que limitam de certa forma o seu crescimento, principalmente o fato de estar atrelado a tecnologia .

Mesmo assim, refleti bastante a baixa de brasileiros, afinal já havia alguns. Aos poucos, entendi que o problema não era a falta de divulgação, mas a resistência para credibilizar e compreender o funcionamento. Até agora, com base nas discussões por aqui e nas minhas experiências, levantei 7 hipóteses para tentar explicar os possíveis obstáculos encontrados pelas pessoas.

baixa-adesao-steemit.jpg
Às vezes, é difícil dar espaço para o novo (Foto: MikeRenpening/ Pixabay)

Dificuldade em aceitar novidades

Antes de ser convencida sobre o poder do bitcoin, também tive muitas desconfianças. Hoje, vejo que é o futuro. Porém, me imagino há alguns anos, na época em que ninguém conversava sobre isso. Se uma pessoa viesse falar sobre os investimentos nessa moeda, eu provavelmente não daria importância. Claro que é difícil prever, porque dependeria de algumas circunstâncias.

Levando em conta, que me considero um provável perfil de abordagem, talvez mesmo com um breve comentário, eu tivesse entrado nessa antes, afinal procuraria me interar sobre o assunto. É muita novidade para não querer entender.

Falta de conhecimento em criptomoedas

Até hoje, mesmo usando o Steemit, o meu conhecimento em criptomoedas é pequeno. Como o meu marido entende, eu não procuro muito me aprofundar, já que ele sana minhas dúvidas e curiosidades.

Porém, mesmo se não tivesse ele, era só procurar informações para entender. A boa notícia é que para usar o Steemit não precisa fazer pesquisa nenhuma e nem ser um conhecedor do assunto.

Leia também  Itaú: maior banco do Brasil e da América Latina usará Ripple para processar pagamentos

Muita especulação em torno do desconhecido

O conjunto dos dois últimos itens pode ser uma combinação ruim. Embora, nos últimos meses, o bitcoin tenha virado pauta em muitos veículos de comunicação e a tendência seja só aumentar, tudo ainda é uma grande incógnita. Sendo assim, dá brechas para vários comentários sem sentido ou fundamento.

Preguiça resume boa parte das desculpas

Sobre a plataforma, procuro abordar pessoas que gostam de ou escrever minimamente. Em alguns casos, as pessoas dizem que não têm muita criatividade/inspiração ou não escrevem tão bem. Explico que não precisa ser nenhum expert da escrita, além disso é possível ganho, ainda que menor, só com curadoria. Para finalizar, a pessoa diz que não tempo. Então, me questiono “como sobra tanto tempo para Facebook e afins?”.

Por outro lado, ainda existem as pessoas que se interessam muito. Sacam o celular na mesma hora para conferir, mas depois de um tempo não vejo nem sinal delas.

Plataforma em inglês

Mesmo não sendo fluente no idioma, não encontrei nenhuma dificuldade. No entanto, para uma pessoa com um nível baixo de conhecimento pode ser um empecilho. Cheguei a essa conclusão depois de algumas conversas.

Leia também  Co-Autor do livro Blockchain Revolution lança empresa de investimentos em ativos digitais de US$ 20 milhões

Falta de um “efeito manada”

Boa parte dos blogueiros já têm algum reconhecimento em seus canais de comunicação, então por que mudar?

A mudança precisa ser impulsionada por algo. Enquanto boa parte dos amigos não tiverem aqui, provavelmente não vão sentir necessidade de entrar, mesmo com a hipótese do dinheiro.

Também vejo algumas pessoas criando pela primeira vez a conta no Facebook. Ou seja, o aceso a internet ainda não está disseminado no Brasil.

Falta de um influenciador

Também conhecido como guru, um influenciador para divulgar a plataforma talvez seja o primeiro estímulo para o “efeito manada”. É a tal história do “depende de quem disse”, que comentei em um outro post para explicar outras condições aleatórias da vida para credibilizar seus interlocutores.

(Letícia Chiantia)

Fonte: https://steemit.com/writing/@leticiachiantia/7-motivos-para-explicar-a-baixa-adesao-ao-steemit

Guia do Bitcoin

Mantenha-se informado todos os dias sobre Bitcoin!
Telegram: http://telegram.me/guiadobitcoin
Facebook: https://www.facebook.com/guiadobitcoin/
Twitter: https://twitter.com/guiadobitcoin
Feed RSS: https://guiadobitcoin.com.br/feed/