O que é o “mempool” Bitcoin?

0 Comentários

Provavelmente você já ouviu o termo “mempool”, especialmente durante os recentes ataques na rede Bitcoin quando o número de transações não confirmadas aumenta muito, alimentando rumores de falhas e colapsos que nunca aconteceram. Existe uma relação entre transações não confirmadas e o mempool, que examinaremos a seguir.

Como você pode ter adivinhado, o mempool é um servidor de memória do pool. Neste artigo, discutimos onde esta memória está localizada e por que ela é chamada de pool.

A memória a que se refere é a RAM e o armazenamento completo em disco do Bitcoin. Lembre-se, o Bitcoin é uma rede P2P, semelhante ao Bit Torrent. Uma pessoa trabalha com um pedaço bem formatado de dados chamado transação e eles enviam para o próximo computador que eles podem alcançar na rede. Quando o cliente do Bitcoin Core é iniciado, ele tenta localizar pares próximos. À medida que essa lista de pares é construída, o é capaz de enviar e receber transações da rede.

Há um atraso entre o tempo que esses dados são enviados entre pares e se propaga na rede e o momento em que um grupo de mineração ou um grande minerador levará esse pedaços de dados e conecta-o com a rede blockchain. Durante esse período, a transação é armazenada na memória dos nós (RAM ou disco, não importa).

Uma vez que o Bitcoin é uma rede P2P, toda essa memória e espaço em disco somam terabytes de espaço, que é o pool de memória do Bitcoin ou, como você adivinhou, o mempool.  Toda transação Bitcoin é enviada pela primeira vez para o mempool, onde ela será extraída mais tarde quando as pools decidirem incluir essa transação no próximo bloco.

E se o Mempool ficar cheio?

Um dos ataques na rede Bitcoin é tentar “preencher” o mempool com transações inúteis. Uma vez que as transações devem ser mineradas para limpar o mempool, se você conseguir superar o poder de mineração com transações falsas suficientes, então você pode encher o mempool.mempool-transação-bitcoin-stuck

Se a rede Bitcoin ficar sem espaço para armazenar temporariamente suas transações antes de serem mineradas, essas transações serão perdidas. É como se fossem “esquecidas” em um mar de transações. Neste caso, um minerador nunca verá a transação e os bitcoins não serão transferidos. Mas o cliente que enviou a transação pode constatar que realmente enviou, pois sua carteira mostrará um saldo menor (e incorreto) do que o usuário realmente possui. Embora nenhum dinheiro esteja perdido, pois a transação não foi incluída na rede quando uma transação desaparece, causa muitas dores de cabeça e reclamações dos usuários. As redes sociais são inundadas de reclamações e FUD sobre o fim do Bitcon e como a criptomoeda “não funciona”.

Guia do Bitcoin

Mantenha-se informado todos os dias sobre Bitcoin!
Telegram: http://telegram.me/guiadobitcoin
Facebook: https://www.facebook.com/guiadobitcoin/
Twitter: https://twitter.com/guiadobitcoin
Feed RSS: http://guiadobitcoin.com.br/feed/

[jetpack_subscription_form title=”Bitcoins no seu e-mail” subscribe_text=”Digite o seu e-mail” subscribe_button=”Quero receber” show_subscribers_total=”1″]

 

Escreva um comentário

Investir é especulativo. Ao investir seu capital está em risco. Este site não se destina a uso em jurisdições em que a negociação ou os investimentos descritos são proibidos e só devem ser usados por essas pessoas e de maneiras que sejam legalmente permitidas. Seu investimento pode não se qualificar para a proteção do investidor em seu país ou estado de residência, portanto, conduza sua própria devida diligência. Este site é gratuito para você usar, mas podemos receber comissões das empresas que apresentamos neste site. Clique aqui para obter mais informações.