O que é a Lightning Network?

 Todo mundo já se acostumou a ir a um caixa eletrônico para tirar dinheiro ou simplesmente abrir um aplicativo e transferir dinheiro para contas pessoais instantaneamente. Já se foram os dias em que você tinha que organizar sua agenda no horário do banco, preencher seu talão de cheques manualmente, acompanhar seus depósitos em um livro e aguardar na fila para realizar sua simples transação bancária. Voltar a esse tempo seria frustrante, demorado e, em geral, considerado chato pelo padrão de hoje.

 No mundo das altcoins, as pessoas também querem pagamento instantâneo. Atualmente, as transações de altcoin têm um pouco do mesmo problema que os bancos do passado, e é esse problema que a Lightning Network espera resolver.

Atualmente, as transações são lançadas na blockchain via mineradores. Isso pode levar uma hora ou mais e as vezes sai muito caro bastante caro; afinal os mineradores querem ser pagos pelo seu tempo e ciclos de processamento. Pense nisso como esperar na fila por um caixa com um pedaço de papel confirmando um depósito ou um saque. A Rede Lightning é como um caixa eletrônico, onde, em vez de mineradores processarem a transação, ela é feita entre duas pessoas e depois adicionada a blockchain. É um protocolo de pagamento que permite transações instantâneas.

Acelerando as transações de bitcoin ou altcoins, a Lightning Network pode ser a única coisa que traz o mundo das altcoins para a “luz”, permitindo que as pessoas usem bitcoin ou altcoins como moeda digital real. Por exemplo, se você quisesse comprar algo com uma altcoin, usaria a Lightning Network emparelhada com sistemas de compras on-line para cuidar da transação instantaneamente, da mesma forma que você pode usar métodos de pagamento como cartões de débito ou crédito hoje. Ao fornecer transações instantâneas e conveniência, a Rede Lightning pode ajudar bitcoins e altcoins a se tornarem populares.

No entanto, a Rede Lightning ainda precisa ser implementada e testada, portanto, antes de investir, certifique-se de entender a tecnologia que está sendo implementada e como ela afetará os casos de uso das altcoins.

Guia do Bitcoin

Leia também  SEC deve decidir o destino das ETFs de Bitcoin até esta sexta-feira, 10 de março

Mantenha-se informado todos os dias sobre Bitcoin!
Telegram: http://telegram.me/guiadobitcoin
Facebook: https://www.facebook.com/guiadobitcoin/
Twitter: https://twitter.com/guiadobitcoin
Feed RSS: http://guiadobitcoin.com.br/feed/

[jetpack_subscription_form title=”Bitcoins no seu e-mail” subscribe_text=”Digite o seu e-mail” subscribe_button=”Quero receber” show_subscribers_total=”1″]

Previous:

Agencia japonesa fecha duas exchanges
Postado em Abril 07, 2018

Next:

Coinbase quer "licença" da SEC para operar nos EUA
Postado em Abril 07, 2018

Coinbase Custody: startup lança novo serviço para investidores

A Coinbase, uma startup que fornece serviço de carteira para criptomoedas esta programando apresentar seu novo serviço de armazenamento Coinbase Custody, que é projetado especificamente para investidores institucionais. Para usar o serviço, o cliente…

1 Comente

VIBERATE, a plataforma apoiada por Charlie Shrem, adicionou locais e eventos de música ao vivo a sua plataforma

Mais de 250 mil perfis foram adicionados doze dias antes da ICO da Viberate. A Viberate, uma das principais plataformas de dados de música ao vivo – um IMDB da indústria,…

0 Comentários