O que dá valor ao dólar? Por que o Bitcoin deve substituir as moedas fiduciárias?

0 Comentários

De onde o tira o seu ? Essa é uma pergunta que quase todo mundo faz, mas quase ninguém parece conseguir responder. Na realidade, porém, a pergunta é muito mais simples do que parece.

O que dá valor ao dinheiro?

O dinheiro adquire valor quando os “atores” em um mercado o aceitam como método válido de realizar troca indireta. Em outras palavras, um objeto se torna dinheiro quando as pessoas decidem usá-lo como dinheiro. É simples assim.

Melhor ainda. Esse processo se aplica a qualquer moeda em potencial, sejam conchas, pedaços de papel com números impressos, ou bits de informação criptografados por código de computador.

Uma vez que uma moeda ganha seu valor inicial como dinheiro, seu poder de compra flutua baseado na oferta e na procura.

Leia também  Rússia: Proposta de regulamentação estabelece limites para ICOs e investidores

Por que o dinheiro fiduciário é um dinheiro ruim?

Esse é o processo que ocorre com qualquer forma de dinheiro, seja moeda fiduciária, ouro ou criptomoeda. O problema, contudo, está em como o mercado aceita um meio de troca como dinheiro, ou se seu suprimento pode ser controlado por uma autoridade central.

O dinheiro fiduciário, por exemplo, é potencialmente a pior forma de dinheiro. Ele se torna dinheiro da mesma forma como outros objetos, mas a forma como o mercado lida com uma moeda fiduciária é problemática.

Dinheiro fiduciário se torna dinheiro através de um decreto governamental que preside sobre o mercado para forçar seu uso como seu dinheiro principal. E porque o governo força o mercado a aceita-lo, o governo também pode regular o valor da moeda – usualmente através da manipulação da oferta.

Leia também  Bitcoin mais uma vez é o melhor investimento nesse 2º semestre de 2017

Dessa forma, o governo pode desvalorizar uma moeda através da inflação, criando ciclos econômicos e destruindo o valor das poupanças. Ao passo que o governo realiza tais ações, o mercado não tem opção senão aceitar essa moeda uma vez que ele tem obrigação legal de aceitar essa moeda.

Como o pode mudar o mundo?

O Bitcoin, ainda que ganhe valor como qualquer outra moeda na história, é diferente de todas as demais. Diferente no fato de que nenhuma entidade centralizada pode ganhar controle sobre seu suprimento. E conquanto um governo possa forçar as pessoas a aceitar o bitcoin, a criptomoeda contra-ataca ao tornar praticamente impossível para os governos forçar as pessoas a não aceitar ou usar a moeda.

Colocando de forma simples, os governos não podem matar o bitcoin por monopolizar ou inflacionar sua oferta, nem pode destruí-lo proibindo seu uso. Somente as pessoas podem fazer o bitcoin desaparecer, caso deixem de usá-lo. Assim, essa criptomoeda é uma forma verdadeiramente democrática de dinheiro, tal qual nunca existiu antes.

Leia também  10 previsões sobre o Bitcoin para 2017, por Barry Silbert

Essa é a forma como o bitcoin está mudando o mundo: pessoas podem usá-lo livremente e não precisam se preocupar sobre ele perder valor enquanto o segura. E quando seus governos tentarem implementar políticas econômicas e monetárias que os prejudiquem, as pessoas podem simplesmente subverter o sistema transacionando com bitcoin, e ninguém pode obrigá-las a parar.

O bitcoin pode mudar o mundo por que ele é, em seu núcleo, liberdade.

Fonte: beat.10ztalk.com/

Guia do Bitcoin

Mantenha-se informado todos os dias sobre Bitcoin!
Telegram: http://telegram.me/guiadobitcoin
Facebook: https://www.facebook.com/guiadobitcoin/
Twitter: https://twitter.com/guiadobitcoin
Feed RSS: https://guiadobitcoin.com.br/feed/