Novo ciber-ataque faz computador da vítima minerar a moeda digital Monero

A brecha do Windows que foi descoberta pela NSA, e usada recentemente no ataque: WannaCry. Fez com que os computadores minerassem a ().

De acordo com a pesquisa relatada pela Ars Technica, os hackers foram capazes de explorar a vulnerabilidade em sistemas operacionais Windows sem atualização, em 24 de abril.

Usando o software de mineração chamado Adylkuzz, e utilizando a mesma brecha que foi utilizada pelo a WannaCry, demonstrando como os invasores são “surpreendentemente eficazes em comprometer os computadores conectados à Internet”, segundo Kafeine, pesquisadora da Proofpoint.

Kafeine escreveu em uma postagem no blog do Proofpoint:

“As estatísticas iniciais sugerem que este ataque pode ser maior em escala do que o WannaCry, afetando centenas de milhares de PCs e servidores em todo o mundo”.

“… Porque este ataque desliga a SMB afim de evitar novas infecções com outros malwares (incluindo o worm WannaCry), e isso pode ter de fato limitado a propagação da infecção WannaCry na semana passada.

Leia também  Ransomware que cobra por resgate em Bitcoin está afetando computadores de todo mundo

Os efeitos do WannaCry ainda estão em andamento enquanto o dinheiro do lentamente está indo para os hackers.

O post confirma que o rendimento total do esquema de Adylkuzz parece ser cerca de $43.000 distribuídos entre três carteiras de XMR.

“Duas grandes campanhas já empregaram ferramentas de ataque e vulnerabilidade. Esperamos que outros sigam e recomendem que organizações e indivíduos atualizem suas máquinas o mais rápido possível. “

 

Guia do Bitcoin

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *