O nascimento e a evolução do Bitcoin

6s Comentários

moeda de bitcoin brilhando como o ouro

Com a chegada do fim do ano, o Bitcoin vai finalizando seus 11 anos no mercado de criptomoedas rumo aos 12 anos de funcionamento ininterrupto. Vale destacar que o BTC não foi apenas a primeira criptomoeda, ela também se tornou a criptomoeda mais cara do mundo.

Hoje, o Bitcoin e as criptomoedas estão em quase tudo do nosso dia a dia. Existem pontos de venda na Internet aceitando Bitcoins, loteria Bitcoin,, pessoas usando Bitcoins para viajar pelo mundo e muito mais. Neste artigo iremos analisar brevemente o nascimento e a evolução do Bitcoin.

O início: 2008-2009

Época boa que não volta nunca mais. Foi nesse período que 1 Bitcoin valia a bagatela de US$ 0,003. A primeira criptomoeda nasceu em 18 de agosto de 2008, criada por alguém conhecido como Satoshi Nakamoto. Embora alguns registros sugiram que ele mora no Japão, muitos acreditam que ele também poderia ser um grupo de pessoas unidas por uma idéia libertária que buscava criar uma criptomoeda que não fosse controlada por um governo ou banco, mas que fosse de domínio público.

Nakamoto pediu a outros especialistas em criptografia que o ajudasse com a codificação, mas por um motivo desconhecido acabou se afastou do desenvolvimento da criptomoeda por volta de 2011. O primeiro Bitcoin foi minerado por Nakamoto em meados de 2009 e é chamado de bloco gênese. Outro momento histórico a esse respeito foi quando o primeiro Bitcoin foi enviado por Nakamoto para Hal Finney, outro grande especialista em criptografia.

Fase de desenvolvimento – 2010-2012

Neste período, o Bitcoin estava sendo negociado a cerca de 1 dólar por unidade. A primeira operação de compra e venda usando a primeira criptomoeda aconteceu em maio de 2010, quando Laszlo Hanyecz, um engenheiro de software da Flórida, enviou 10.000 Bitcoins a um amigo britânico em troca de 2 pizzas. Na verdade o que houve foi uma troca, enquanto Hanyecz enviou ao britânico 10.000 Bitcoins, esse último fez o pagamento da pizza usando um cartão de crédito normal.

Naquele dia, 22 de maio de 2010, para ser mais preciso, é atualmente comemorado como o Bitcoin Pizza Day. O que torna a transação ainda mais interessante é o valor dessas 2 pizzas hoje. Os 10.000 Bitcoins utilizados naquele dia para a comprar da pizza, atualmente valeriam cerca de US$ 80.000.000, ou talvez até mais! Nesta período também foi o momento em que as negociações de Bitcoin começaram a se popularizar, com várias plataformas de negociação de Bitcoin chegando no mercado.

Usando Bitcoin – 2013-2015

Em 2013, o Bitcoin estava sendo negociado por valores próximos de US$ 250. Durante essa época, o valor do Bitcoin oscilava bastante, toda essa variação do preço era influenciada pelas diversas notícias e eventos que o cercam. Então, enquanto em um dia o preço era US $ 220, no dia seguinte, chegava a US $ 109.

Altcoins como Ethereum, Litecoin, DASH, Ripple e outras, também nasceram nessa época. De tudo isso, o Ethereum se tornou o mais popular ao adicionar uma usabilidade diferente para a blockchain, usando os algoritmos Turing Complete. O Ethereum desenvolveu os atuais contratos inteligentes.

Rumo a lua – 2016-2019

O valor do Bitcoin explodiu completamente nesses 3 anos, com 1 Bitcoin chegando a US$ 20.000 no final de 2017. A tecnologia atomic swap de troca atômica surgiu, permitindo a troca de diferentes criptomoedas sem a necessidade de intermediários, usando o Ethereum Smart Contracts.

A rede Lightning também surgiu durante esse período. É uma inovação do Bitcoin de segunda camada que utiliza canais de micropagamento para aumentar a capacidade da rede Bitcoin processar transferências. Portanto, as transferências podem ser feitas entre contas sem criar nenhum registro na blockchain.

Em 2019 a maior criptomoeda do mundo passou por várias mudanças em seu ecossistema, saindo de um 2018 trágico para chegar a um ATH anual de quase US$14 mil. Além disso, tivemos o lançamento da Bakkt e várias outras atualizações importantes.

Atualmente há uma certa aura pessimista se instalando em todo o mercado. Como muitos imaginam, é nesse momento que os hodlers começam a sumir. Porém, dados mostram que, na verdade, a grande maioria das moedas está parada, demonstrando a confiança dos investidores em segurar o ativo digital.

O impressionante número de 11 milhões de Bitcoins não foram movidos nos últimos 12 meses. Isso sugere que os holders não estavam dispostos a vender no valor mais baixo de 2019 e nem no mais alto.

De acordo com dados fornecidos pelo BitInfoCharts, mais de 11 milhões de Bitcoins não foram movimentados de carteiras durante o período de um ano. Isso é visto como um sinal de forte confiança dos investidores de longo prazo em relação à maior criptomoeda, especialmente quando o preço do Bitcoin oscilou dos mínimos de US$3.000 para uma máxima de quase US$14.000 durante 2019.

Clique aqui para ler: Ripple movimenta 1 bilhão de tokens de sua conta escrow

Mantenha-se informado todos os dias sobre Bitcoin! Se inscreva em nossas redes sociais:

Investir é especulativo. Ao investir seu capital está em risco. Este site não se destina a uso em jurisdições em que a negociação ou os investimentos descritos são proibidos e só devem ser usados por essas pessoas e de maneiras que sejam legalmente permitidas. Seu investimento pode não se qualificar para a proteção do investidor em seu país ou estado de residência, portanto, conduza sua própria devida diligência. Este site é gratuito para você usar, mas podemos receber comissões das empresas que apresentamos neste site. Clique aqui para obter mais informações.