Não, os terroristas não usam criptomoedas: eles preferem dinheiro

0 Comentários

 

Em um depoimento dado diante do Comitê de Serviços Financeiros da Câmara dos Deputados dos Estados Unidos, Yaya Fanusie, diretor de análise da Fundação para a Defesa das Democracias, explicou que, embora os terroristas tenham tentado angariar fundos através de , são raros os casos existentes em que eles preferem usar criptomoedas. Em vez disso, os grupos que procuram causar o caos preferem dinheiro.

“A boa notícia é que a maioria dos terroristas, particularmente aqueles que operam em campos de batalha jihadistas, habitam ambientes que não são propícios para o uso de criptomoedas”, disse Fanusie

“Eles geralmente precisam comprar mercadorias com dinheiro (que é o método de financiamento mais anônimo), geralmente em áreas com infraestrutura de tecnologia não confiável. Além disso, as criptomoedas são baseadas na tecnologia de ledger distribuído (blockchain), onde as transações sob pseudônimo dos usuários são gravadas para visualização pública. Isso deixa um rastro que os usuários não sofisticados podem achar difícil ofuscar. No entanto, à medida que o uso da moeda digital cresce, essas barreiras podem desaparecer ”.

Contudo, segundo o diretor os grupos jihadistas estão construindo diversas carteiras. Criminosos adotam novas tecnologias mais cedo do que a população em geral.

“Quando os cheques em papel, os cartões de crédito e o Paypal surgiram, os criminosos os exploravam desde o início.”

Fanusie também lembra que estudos indicam que grupos jihadistas já testam usar criptomoedas em alguns casos, sugerindo que a polícia e a comunidade de inteligência devem se preparar.

Leia também  18% compram bitcoin com dinheiro emprestado
Vai ficar de fora?
Para manter-se atualizado sobre novidades, ofertas e dicas, informe-nos que você gostaria de receber atualizações por e-mail inserindo seu endereço de e-mail e clicando para se inscrever. Como usamos as suas informações?​

INSCREVER
close-link