Maior e-commerce da Coreia do Sul agora aceita Bitcoin e outras 11 criptomoedas como forma de pagamento

0 Comentários

O WeMakePrice, mais conhecido como , uma das maiores plataformas de comércio eletrônico da Coréia do Sul, está integrando 12 criptomoedas, incluindo , e , em colaboração com , a maior exchange de criptomoedas do país.

Primeiro grande varejista e plataforma de comércio eletrônico na do Sul a aceitar criptomoedas

De acordo com os principais meios de comunicação locais, o está cooperando com a Bithumb na adição de criptomoedas à plataforma de pagamentos existente OneThePay. Uma vez que a integração esteja completa, os usuários do WeMakePrice existentes poderão comprar itens e serviços usando criptomoedas.

Enquanto a Bithumb está liderando o processo de integração de várias criptomoedas no sistema do WeMakePrice, os usuários não precisam ser registrados com Bithumb para usar criptomoedas na plataforma WeMakePrice. Uma vez que as criptomoedas serão integradas em sua infra-estrutura existente, os usuários podem pagar por produtos usando o mesmo aplicativo.

Leia também  BlinkTrade abre vaga para React Developer, salário é pago exclusivamente em Bitcoin

Em uma entrevista com a mídia mainstream sul-coreana HanKyoReh, um porta-voz WeMakePrice afirmou que a empresa chegou à decisão de integrar criptomoedas como parte de uma iniciativa maior para facilitar o processo de pagamento para consumidores em geral.

“Integrar criptomoedas é parte da nossa iniciativa de tornar os pagamentos mais convenientes para nossos consumidores e clientes. Consideramos aplicativos móveis e criptomoedas como métodos de pagamento eficientes”, disse o porta-voz.

A integração de criptomoedas pelo WeMakePrice mostra o entusiasmo em relação ao setor local de criptomoedas por muitos dos maiores conglomerados do país em vários setores.

Adoção crescente do Bitcoin e de criptomoedas no

Ontem, no dia 28 de janeiro, foi relatado que o maior varejista de eletrônicos de consumo do Japão começou a fazer pagamentos de bitcoin de teste. A Yamada, que se tornou um dos dois revendedores líderes no Japão, além da Bic Camera em integrar criptomoedas, fez parceria com a exchange de criptomoedas japonesa BitFlyer.

Leia também  Nova exchange no Brasil, a BitcoinTrade surpreende com um rápido crescimento

A declaração oficial da empresa, traduzida dizia:

“Implementaremos iniciativas para melhorar o reconhecimento do Bitcoin e a promoção do uso. Com a introdução do serviço de pagamento por bitcoin, respondemos às diversas necessidades de nossos clientes no Japão e no exterior. Acreditamos que podemos oferecer um melhor serviço e conveniência”.

Na Coréia do Sul, quase todos os principais conglomerados, como o NXC, de US$ 10 bilhões, e a Telecom SKT líder, têm participação significativa nos negócios de criptomoedas e os varejistas começaram a analisar a integração das criptomoedas.

À medida que a adoção de grandes criptomoedas como o Bitcoin e Ethereum cresce, todo o mercado de criptomoedas irá atrair os consumidores em geral nos próximos meses.

Via: CCN.com