Libra não deve ser liderado pelo Facebook

1 Comente

Mais uma vez a balança que sustenta o lançamento do Libra sofreu com um vento forte. O co fundador do Ethereum, Joseph Lubin, disse que embora o Libra seja promissor, o Facebook não conseguiu conquistar a confiança do povo para estar à frente da administração da criptomoeda. Portanto a mídia social é o maior problema que o projeto enfrenta.

“Sou um grande fã de projetos como o Libra”, disse Lubin à “Squawk Box” da CNBC.“Não acredito que o Facebook… com as preocupações que temos em relação à confiança e à identidade pessoal no Facebook, deva conduzir esse projeto”.

Lubin acredita que mesmo que a rede social seja o maior patrimônio do Libra, ela é a principal causa de “sofrimento” do projeto. Tudo isso por conta da pressão que os reguladores têm colocado em cima da gigante. Sendo os maiores receios a entrada do Facebook, que conta com mais de 2 bilhões de contas, no mercado financeiro e a maneira como Libra define seu preço estável.

Todas essas características fazem com que reguladores ao redor do mundo olhem para o projeto como uma ameaça para a soberania das moedas fiduciárias.

O co fundador do Ethereum expressou que seu desejo era que o projeto fosse lançado de forma gradual em pequenos países para depois se expandir para nações maiores e mais sólidas. O que traz muita lógica já que o objetivo do Libra é ajudar as pessoas que não possuem contas bancários para que possam estar expostas ao sistema financeiro apenas com conexão a internet e um dispositivo móvel.

“Minha única esperança para que eles realmente lancem Libra era lançá-lo em várias nações de pequeno e médio porte e esperar o tempo necessário e, eventualmente, lançá-lo na Europa… e na nação americana que são resistentes”, disse Lubin.

O Facebook apesar de ser o principal nome por trás do Libra, não terá controle exclusivo do projeto. A associação conta com 21 membros. Inclusive, Mark Zuckerberg disse que a gigante social pode abandonar o projeto caso a Libra Association decida lançar a criptomoeda mesmo sem a aprovação dos reguladores dos EUA.

“Espero que a associação avalie nossa recomendação e o que dizemos publicamente que acreditamos que deve acontecer. (…) Se não recebermos as autorizações que sentimos que precisamos para seguir em frente e houver a decisão de avançar sem nós, estaremos em uma posição em que não faremos parte da associação”, acrescentou Zuckerberg.

Independentemente do destino do Libra, Lubin mostrou uma perspectiva otimista em relação ao desenvolvimento das stablecoins.

“Veremos muitos projetos do tipo Libra avançando com diferentes tipos de moedas com preços estáveis oferecidos”.

Clique aqui para ler: União Europeia pode estar considerando lançar criptomoeda própria

Mantenha-se informado todos os dias sobre Bitcoin! Se inscreva em nossas redes sociais:

Investir é especulativo. Ao investir seu capital está em risco. Este site não se destina a uso em jurisdições em que a negociação ou os investimentos descritos são proibidos e só devem ser usados por essas pessoas e de maneiras que sejam legalmente permitidas. Seu investimento pode não se qualificar para a proteção do investidor em seu país ou estado de residência, portanto, conduza sua própria devida diligência. Este site é gratuito para você usar, mas podemos receber comissões das empresas que apresentamos neste site. Clique aqui para obter mais informações.