Liberland, uma nação construída com bitcoin

0 Comentários

Bem vindo a . Satoshi Nakamoto projetou o para perturbar o mercado financeiro global. Mas um homem tem um plano ainda mais controverso para a blockchain: construir um país. 

O ex-economista Vit Jedlicka criou um estado virtual que funciona com doações de e vai se lançado em meses. Meio milhão de pessoas pediram na Liberland. Por enquanto, a Liberland é um banco de areia que se estende por 7 km ao lado do rio Danúbio, e está situado entre a Croácia e a Sérvia e a 10 km ao sul da fronteira com a Hungria. Peça aqui sua cidadania.

Jedlicka explorou uma falha que impede a Croácia de reivindicar a área, mas isso não impediu as autoridades croatas de prendê-lo depois de “invadir” as terras. “A situação em Liberland ainda é difícil, pois a polícia croata persegue ilegalmente todos os visitantes e colonos”, diz ele. “Estamos aguardando a exoneração do tribunal constitucional croata. Por enquanto, nosso assentamento é no rio, onde hospedamos visitantes quase diariamente”.

A geografia pode até ser um problema, mas graças às tecnologias atuais, a vida em Liberland é relativamente simples. Os negócios são conduzidos por e-mail, e as chamadas por Skype mantêm os 100 representantes de Liberland de diferentes países em comunicação.

Liberland está perto de lançar um sistema jurídico na blockchain. Que funciona assegurando que os cidadãos assinem contratos digitais que são reconhecidos e armazenados por computadores. Começará a distribuir sua própria moeda, no dia 13 de abril, coincidindo com o terceiro aniversário do país.

Leia também  CoinHive: mineração de Criptomoedas via browser ganha popularidade. Confira nossos testes e aprenda a bloquear

O “país” aceita bitcoin, e para suas operações financeiras e doações e o orçamento do país é distribuído entre quase uma dúzia de criptomoedas. Colocar-se à mercê de um bem altamente especulativo e intangível pode parecer uma receita para o desastre, mas Jedlicka acredita justamente no contrário.

“Por alguns anos da minha vida, trabalhei como analista de mercados financeiros”, diz ele. “Isso me deu uma boa compreensão do sistema em que vivemos. Primeiro descobri o bitcoin em 2010, mas nessa época eu só queria aprender mais sobre a .”

Liberland

Ele acrescenta que, pelo fato da nação não tem dívidas e baixos custos de funcionamento, ele não está preocupado com a quantidade de criptomoedas. O lema de Liberland é “viver e deixar viver”, mas não é tão simples para Jedlicka, que brinca que sua casa atual seja “um avião”.

Ele tem viajado muito, recentemente esteve no México, onde ele se encontrou com representantes na América Central e do Sul. Antes ele passou “algumas horas” na Suécia e depois, ele estará na Polônia.

“Estamos constantemente procurar locais onde possam “nascer” mais Liberlands. Atualmente, existem lugares na África e na América Central”, diz ele. “Liberland pode ser criada em qualquer lugar, mas tudo depende dos locais.”

mulher-recebendo-cidadania-liberland
mulher recebendo cidadania liberland

Criar uma paixão nos cidadãos tornou-se um dos maiores desafios da Liberland. A polícia croata está atualmente envolvida em um jogo de gato e rato com os novos moradores, que são presos regularmente e removidos a força do “país” onde Jedlicka e sua família fincaram a bandeira amarela e azul de Liberland. Cerca de 100 pessoas foram presas desde a proclamação da Liberland em 2015.

“Nós fomos acusados ​​de deixar a Croácia e a zona de Schengen ilegalmente”, diz ele. Jedlicka acrescenta: “Essa é uma confirmação de fato de que a Liberland não é parte da Croácia”.

Liberland um sonho tornou-se realidade

Os planos de Jedlicka parecem uma utopía. Ele passou três anos tentando construir uma nação a partir do zero, viajando para reunir representantes em 100 países diferentes que compartilham seus objetivos de baixa tributação.

Leia também  O que acontecerá com o Bitcoin depois que as 21 milhões de moedas forem mineradas?

É difícil entender por que ele se esforça tanto para criar uma nação. Mas você pode ter pensando o mesmo do indivíduo misterioso conhecido apenas como Satoshi Nakamoto quando publicou seu modelo de moeda, o bitcoin.

Jedlicka assistiu ao boom do bitcoin junto com a ascensão do Facebook, Amazon e , e é certo que a tecnologia disruptiva pode causar um impacto tão grande quanto possível para os governos.

“Por muitos anos, trabalhei para reduzir impostos e regulamentos na Checa, mas de repente percebi que seria mais fácil começar um novo país do que consertar um existente. Nós sofremos 40 anos de sérios danos à nossa sociedade sob um regime comunista e, infelizmente, muitas das mesmas pessoas estão no poder novamente”, disse ele.

“Parece que os checos não aprenderam com sua história. Vemos alguns dos mesmos problemas acontecendo em outros países europeus, onde impostos e regulamentos estão estrangulando a prosperidade”.

Liberland certamente chamou a atenção de “magnatas” que temem que seus empreendimentos sejam sufocados pela lei européia, um deles é Roger Ver, um dos primeiros a investir no bitcoin, que é conhecido como o “Bitcoin Jesus”.

Leia também  Game of Thrones vazado? Hackers exigem $6 milhões em Bitcoin para não ceder mais de 1.5 terabytes da HBO

Patrik Schumacher, diretor executivo da Zaha Hadid Architects, é um dos principais apoiadores, que dedica sua experiência como arquiteto para desenvolver a paisagem urbana de Liberland, diz Jedlicka.

O polêmico acadêmico Jeffrey Tucker, escritor americano da Escola Austríaca e advogado do bitcoin, o imigrante do instituto Cato, Dan Mitchell e Richard Sulik, um político eslovaco, aprovam o projeto.

Jedlicka esteve em Londres, na conferência do Partido Libertário e afirma que os britânicos são a maioria na . Para aqueles que pensam em visitar o país, Jedlicka recomenda esperar até a primavera.

“No início da primavera é melhor para visitar, pois é quando a vida social e cultural começam a florescer. Os liberais podem ocupar barcos e casas flutuantes estacionados nas águas de Liberland.

“Liberland pretende ser um modelo básico de mudança. As pessoas podem ama-la, detestá-la ou ignorá-la. Nós não nos importamos, pois estamos apenas fazendo uma coisa nossa.”

Guia do Bitcoin

Mantenha-se informado todos os dias sobre Bitcoin!
Telegram: http://telegram.me/guiadobitcoin
Facebook: https://www.facebook.com/guiadobitcoin/
Twitter: https://twitter.com/guiadobitcoin
Feed RSS: https://guiadobitcoin.com.br/feed/

[jetpack_subscription_form title=”Bitcoins no seu e-mail” subscribe_text=”Digite o seu e-mail” subscribe_button=”Quero receber” show_subscribers_total=”1″]