Julian Assange prova que está vivo utilizando tecnologia do Bitcoin

O fundador do Wikileaks, Julian Assange, usou dados de uma cadeia de blocos como uma “prova de vida” durante uma sessão de “pergunte-me qualquer coisa” hoje no Reddit.

Durante meses, alguns dos maiores fãs de Internet de Assange haviam teorizado que ele havia morrido. No entanto, Assange respondeu em uma conversa transmitida ao vivo, chamando as teorias de “bobagem” e confirmando que o vídeo não foi pré-gravado, através da leitura ao vivo do hash de blocos mais recente do Bitcoin (uma seqüência de letras e números, exclusivo para o bloco 447506 no bloco de bitcoin):

Assista ao vídeo em www.twitch.tv

Assange disse durante a transmissão:

“Pensando em prova de vida em tempo real, intelectualmente o mais interessante é pegar o bloco mais recente na blockchain do bitcoin”.

A idéia é que como um hash bitcoin bloco é difícil de produzir, tomando uma rede global de computadores poderosos para calculá-lo em um intervalo médio de 10 minutos, seria quase impossível adivinhar a seqüência de letras e números.

No entanto, isso não quer dizer que não surgiram descrentes. A primeira vez que leu o hash, ele cometeu um pequeno erro. (Os usuários na barra lateral da sala de bate-papo de Twitch.tv reagiram então com mensagens como “DEAD” e “DEAD LUL”).

Leia também  Hiperinflação: Venezuela entra em colapso econômico e o Bitcoin é meio de sobrevivência

Para Assange, a atitude não é surpreendente.

As declarações vêm como o mais recente no que tem sido o seu apoio de longa data para a moeda digital Bitcoin. A Wikileaks foi a primeira organização proeminente a apoiar a tecnologia, usando-a já em 2012 para receber doações em vista de um bloqueio contra seus recursos financeiros, da Mastercard e do Paypal.

Via: Coindesk
Adaptação/Tradução: Guia do Bitcoin

loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *