João Amoedo, candidato a presidente, quer substituir cartórios pela tecnologia Blockchain

5s Comentários

Em uma palestra durante o GovTech, evento nacional que discute uso da Tecnologia na esfera pública, o candidato a presidente do partido NOVO, João Amoedo, falou diversas vezes sobre o uso da tecnologia originária do Bitcoin, a Blockchain nos meios públicos.

O candidato afirmou ainda que com o uso de tecnologias como a Blockchain fará com que o poder saia da mão do governo e passe para a mão do povo.

De fato o candidato a presidente parece ter muito conhecimento sobre o assunto, pois a tecnologia Blockchain pode trazer transparência total as contas públicas, e reduzir substancialmente ou a 0 o número de fraudes na administração pública. Vale lembrar também que o candidato é o único que falou abertamente sobre Bitcoin, se demonstrando à favor da tecnologia.

O vídeo pode ser conferido na íntegra abaixo:

Gostou do vídeo e da proposta desse candidato? Compartilhe esse vídeo com mais amigos para conhecer um candidato que defende o uso do Bitcoin e Blockchain.

Escreva um comentário

5 Comentários

Ele é o único que entende da tecnologia e pretende aplicar em várias áreas do governo para dar transparência, confiabilidade, segurança e agilidade nos serviços públicos! Parabéns ao candidato e ao guia pela matéria.

João é o mais preparado e coerente .

Querer, eu também quero, mas conseguir só Bolsonaro poderá.Há mais de 6 meses a equipe dele tem o contato do Carl Amorim, para no momento certo o contatar para conselheiro, se ainda não o fizeram.Amoedo, talvez na próxima eleição!

Fazer propaganda disso como proposta é vazia e puramente eleitoreira. Ele mesmo disse no vídeo que não sabe se o detentor da burocracia vai querer ceder para a digitalização. Óbvio que não.

Investir é especulativo. Ao investir seu capital está em risco. Este site não se destina a uso em jurisdições em que a negociação ou os investimentos descritos são proibidos e só devem ser usados por essas pessoas e de maneiras que sejam legalmente permitidas. Seu investimento pode não se qualificar para a proteção do investidor em seu país ou estado de residência, portanto, conduza sua própria devida diligência. Este site é gratuito para você usar, mas podemos receber comissões das empresas que apresentamos neste site. Clique aqui para obter mais informações.