Japão de olho na Mineração de Bitcoins

O interesse do Japão em Bitcoin tem superado as expectativas. O país já está entre os 5 maiores mercado de Bitcon do mundo, estando várias vezes em primeiro lugar, superando nomes de peso como China e Estados Unidos. Agora os empresários japoneses estão interessados em uma nova modalidade, a Mineração.

Um artigo do site Asia Nikkei relatou que com o crescente interesse em Bitcoin e Altcoins por japoneses, mais empresas tem se mostrado favoráveis a esse mercado. Segundo a publicação, empresas como SBI Holdings, e GMO Internet demonstram interesse em transformar a Mineração em uma nova fonte de receita.

Em Setembro, o Guia do Bitcoin trouxe a notícia que a empresa GMO Internet estaria entrando no mundo da Mineração de Bitcoins, você pode ler toda a matéria aqui.

Por que a mineração, por que agora?

Com a quantidade crescentes de usuários utilizando o bitcoin com transações comerciais, a mineração tem se tornado uma empreitada lucrativa. No entanto, o investimento mínimo para esse negócio não sai barato, dificultando a entrada de usuários individuais ou de pessoas físicas. Em contra partida, mais e mais empresas tem investido pesado em mineradoras dedicadas a apenas minerar a criptomoeda. Estimasse que sejam mineradas aproximadamente US$7,84 milhões por dia, dez vezes mais do que a dois anos.

Leia também  Investidores japoneses estão migrando em massa de negociação Forex para Bitcoin

Segundo a Asia Nikkei, o plano das empresas não é montar mineradoras em terras japonesas, mas sim em países que a energia seja mais barata.

 

“Mas há a questão de manter as contas de energia gerenciáveis. Em agosto, o SBI criou uma nova unidade de mineração. O plano é estabelecer uma base de mineração fora do Japão, onde a eletricidade é barata. A Monex, enquanto isso, planeja emitir sua própria moeda digital e miná-la ” diz o artigo.

 

Enquanto uns choram outros riem

Com colapso instaurado na China por causa da proibição das ICOs naquele país e com rumores que as novas vítimas do governo comunista serão as mineradoras, o Japão tem tentado aproveitar da migração dos empresários daquele país. Grandes empresas provavelmente terão que partir para novas terras e, com a aceitação japonesa para o mercado de criptomoedas, o país asiático se mostra uma excelente alternativa para os empresários. Assumindo o lugar da China, o Japão terá que enfrentar a Russia, visto que o país já se mostrou muito interessado em investir recursos também para a mineração.

Leia também  China: Grupo Alibaba já está usando tecnologia Blockchain para dados logísticos

O que você acha, o Japão conseguirá se manter no topo do mercado das criptomoedas, ou a Russia não deixará isso acontecer? Entre os dois países, qual na sua opinião seria a melhor opção para se tornar o principal pool de mineração mundial?

Fonte: https://news.bitcoin.com

Mantenha-se informado todos os dias sobre Bitcoin. Nossos canais oficiais:

Telegram: http://telegram.me/guiadobitcoin
Facebook: https://www.facebook.com/guiadobitcoin/
Twitter: https://twitter.com/guiadobitcoin
Feed RSS: http://guiadobitcoin.com.br/feed/

[jetpack_subscription_form title=”Bitcoins no seu e-mail” subscribe_text=”Digite o seu e-mail” subscribe_button=”Quero receber” show_subscribers_total=”1″]

 

Posts relacionados

Leia também  A CASA CAIU: Esquema de falsa criptomoeda KriptaCoin é desarticulado pela Polícia Civil em Brasília: mais de R$ 250 milhões movimentados
loading...

Bitcoin To You anuncia desativação de Aplicativo Android e iOS

A exchange brasileira Bitcoin to You enviou um comunicado hoje a seus clientes, informando que os aplicativos atuais para Android e iOS vão sair do ar, para a construção de…

0 Comentários

Ned Scott participa da “Consensus 2018” em Nova Iorque

Olá Pessoal, Ontém, Ned Scott participou de um painel ao vivo no evento Consensus 2018, que está acontecendo em NYC, debatendo vários aspectos das mídias sociais e monetização. Ned Scott é o…

0 Comentários
Vai ficar de fora?
Para manter-se atualizado sobre novidades, ofertas e dicas, informe-nos que você gostaria de receber atualizações por e-mail inserindo seu endereço de e-mail e clicando para se inscrever. Como usamos as suas informações?​

INSCREVER
close-link