Investidores institucionais entram no mercado de criptomoedas

0 Comentários

George Soros já afirmou que o crescimento do se deve unicamente à especulação. As palavras do mais rico gerente de fundos de , e uma das pessoas mais ricas do mundo, carrega muito peso. Mas agora, a família Rockefeller – outra gigante financeira – está se unindo à festa das . A Venrock assinou uma parceria entre a Fundação Rockefeller com a Coinfund, um fundo de investimentos em , baseada no Brooklyn.

Venrock entra no jogo das criptos

Venrock (um conglomerado entre “venture” e “rockefeller”) está voltando suas atenções a projetos e mercados de criptomoedas. O foco do famoso veículo de investimentos tem a muito estado sobre tecnologia e ciência desde seus primeiros dias a cerca de meio século. Entre seus investimentos estão gigantes da área de tecnologia tais como Intel, Apple, AppNexus e StrataCom.

As criptomoedas parecem ser uma progressão lógica. David Pakman da Venrock explicou à revista fortune:

“Há muitos negociantes de criptomoedas no mercado. Há muitos fundos de investimento em criptomoedas. De fato, para nós parece mais com um mercado de capital de risco”.

Pakman estava falando do anúncio da parceria da Venrock com a Coinfund, um grupo de investidores exclusivamente direcionado à strartups de criptomoedas. Ele continuou:

“Nós queríamos uma parceria com esse time que vinha fazendo investimentos e realmente ajudando a arquitetar um número de diferentes cripto economias e projetos de tokens”.

Leia também  "Estranho não ver Bitcoin em seu portfólio de investimentos" por Dan Morehead

Fundada há três anos atrás, a CoinFund tem fundado alguns projetos de blockchain proeminentes. Ele recentemente adicionou a CoinList, um subproduto da AngelList que busca ajudar empresas e estar de acordo com regulações de ICO´s, ao seu portfólio. Um dos mais proeminentes clientes da Coinfund é Kik, o criador de aplicativos de conversa, que no ano passado se tornou a primeira startup a estabelecer eficazmente um cripto-pivô.

A chegada de investidores institucionais

Nas últimas semanas, pessoas como Bill Barhydt, CEO da Abra, tem falado abertamente sobre dinheiro institucional ocidental que finalmente está sendo colocado no domínio das criptos, e com esse último movimento, o mundo já está testemunhando lampejos disso. Apesar do setor das criptomoedas parecer estar passando por um momento difícil no memento, tais notícias mostram que os grandes jogadores financeiros através do mundo estão percebendo a futilidade de resistir a essa revolução digital e estão finalmente entrando no programa.

Soros não precisa ser crítico do bitcoin para negociar o ativo digital. O investidor bilionário é amplamente conhecido como o homem que “quebrou o bando da Inglaterra” após apostar contra a libra esterlina em 1992. Com Soros pronto a negociar criptomoedas, o debate sobre a demanda institucional continua a ser importante. A despeito de suas visões negativas sobre esse mercado, seu fundo tem a posse de significativa parte da Overstock.com – a primeira empresa negociada publicamente a não apenas aceitar o bitcoin, mas a lançar sua própria moeda digital através de um projeto subsidiário chamado tZERO.

Leia também  Usuários do Reedit descobrem fraude em doações de Bitcoin para a Venezuela

Uma reputação crescente

Podem dois nomes tão famosos como esses serem bem-sucedidos em aumentar a reputação do mercado? Os fundos de investimento em bitcoin estão contando seus lucros em milhares em termos de porcentagem, e os investidores institucionais não podem ficar fora disso para sempre. Ao passo em que as moedas digitais continuam a ganhar publicidade, elas estão se tornando fortemente resilientes aos medos mais profundos dos investidores. A tecnologia está rapidamente melhorando e muitas das mesmas características e salvaguardas que atualmente mantêm o mercado tradicional de investimentos estão aumentando em presença no mercado cripto também. Ainda que a capitalização do mercado cripto já seja tremenda, ela ainda está muito longe de atingir seu verdadeiro potencial. As criptomoedas estão agora se tornando nomes familiares e ainda estão se livrando de algumas das preconcepções que as estigmatizaram como investimento. Investidores institucionais se tornarão os grandes dirigentes do criptomercado assim que eles aportarem. Banqueiros que quiserem usar plataformas para seus investimentos, bem como pela possibilidade de consideráveis lucros, conduzirão as instituições a permitir a negociação com criptomoedas. Contudo, os investidores institucionais não estão comprando o produto em si de todas essas possibilidades, que é a criptomoeda em si.

A razão por detrás disso é simples: ainda há uma falta de infraestrutura ao redor dessa esfera. Para ser mais preciso, a estrutura atual do mercado das criptomoedas não permite que os investidores institucionais compram BTC diretamente por quatro razões principais.

Leia também  Bitcoin ganha status legal na Índia e governo cobrará impostos sobre a moeda virtual

1- Não há uma formação de preço transparente

2- As atuais exchanges de criptomoedas são uma espécie ainda muito arriscada de contraparte.

3- A custódia de dinheiro fiduciário ou cripto das exchanges ainda não atingiram o nível de serviço requerido.

4- Processos de “conheça seu cliente” ou “leis anti-lavagem de dinheiro” ainda não são os mais apropriados.

Investidores em criptomoedas no futuro

O interesse de grandes nomes ajudará a tirar o medo do mercado dos cães de guarda do sistema financeiro global. Até esse momento, reguladores através de todo o mundo têm mantido uma posição suave em direção às criptomoedas. Notícias do envolvimento de grandes investidores têm ajudado a fazerem os preços crescerem, fazendo o bitcoin retornar de volta a quase 7.000 dólares, antes que caísse de novo por causa da data de preenchimento do imposto de renda americano. Com a adição de novos grandes investidores ao mercado, as criptomoedas parecem estar no fim de sua tendência de queda em 2018.

(Piero Pascarella)

Fonte: themarketmogul.com/

Guia do Bitcoin

Mantenha-se informado todos os dias sobre Bitcoin!
Telegram: http://telegram.me/guiadobitcoin
Facebook: https://www.facebook.com/guiadobitcoin/
Twitter: https://twitter.com/guiadobitcoin
Feed RSS: https://guiadobitcoin.com.br/feed/