Intel aplica para patente que reduz a energia para as atividades mineradoras do Bicoin

0 Comentários

Ouvimos várias vezes que as atividades de das consomem uma grande quantidade de energia. Isso tem sido visto como um problema por vários experts no assunto, e soluções diferentes tem sido analisadas. A companhia norte-americana de tecnologia apresentou uma patente que reduz a quantia de eletricidade consumida para os hardwares que mineram o .

De acordo com a aplicação para a patente, feita dia 29/03/2017 segundo o escritório de marcas e patentes dos Estados Unidos, poderia haver uma forma mais eficiente de se minerar o Bitcoin. O pedido foi feito em setembro de 2017, mas a aplicação só foi lançada ontem.

Como explicado pela Intel, caminhos críticos na análise das mensagens computacionalmente intensas e dados podem ser optimizados. Isso poderia resultar em que “um tempo extra pode reduzir a capacidade de comutação ou escalar o suprimento de voltagem”. Dessa forma, a Intel afirma que haveria uma melhoria de 35% na lógica da análise das mensagens.

Leia também  Rede congestionada: Poder de hashrate do Bitcoin cai 28% e do Bitcoin Cash aumenta 54%

Ao mesmo tempo, a patente explica que o Bitcoin é uma das criptomoedas mais populares do mercado. Diz também que o Bitcoin trabalha como um livro-caixa distrubuído chamado de Blockchain e que a criptomoeda é usada como unidade de conta.

A patente diz o seguinte:

“O Bitcoin é o tipo de moeda digital mais popular usado no ecossistema das moedas digitais. O sistema transacional do Bitcoin é par-a-par (p2p), significando que as transações acontecem diretamente entre os usuários, sem um intermediário. Transações p2p podem ser verificadas por “nós” da rede e gravados em um livro-caixa público chamado de blockchain, que usa o Bitcoin como unidade de conta”.

A aplicação da patente diz que às vezes, minerar um único Bitcoin é mais caro do que a energia usada para essa mineração da moeda virtual. Essas situações ocorrem quando há quedas temporárias no preço do Bitcoin que perde uma porcentagem importante do seu valor.

Leia também  Steve Wozniak: "Bitcoin tem futuro brilhante mas Blockchain é uma bolha"

Essa não é a primeira vez que a Intel tenta influenciar a indústria das criptomoedas. Em maio de 2017, a empresa fez uma parceria com um provedor de serviços e softwares na área da saúde para usar a tecnologia da Blockchain na indústria da medicina.

Fonte: beat.10ztalk.com

Guia do Bitcoin

Mantenha-se informado todos os dias sobre Bitcoin!
Telegram: http://telegram.me/guiadobitcoin
Facebook: https://www.facebook.com/guiadobitcoin/
Twitter: https://twitter.com/guiadobitcoin
Feed RSS: https://guiadobitcoin.com.br/feed/