ICO Reverso – Engenharia alemã em seu melhor!

0 Comentários

2018 presenciou a chegada de um enorme número de ICOs (Initial Coin Offerings ou Ofertas Iniciais de Moedas) no mercado blockchain. A metodologia do ICO foi desenvolvida para ajudar startups brilhantes e recém-criadas a se conectarem com seu público-alvo, que as apoiaria no lançamento de novos produtos e serviços baseados em tecnologia blockchain.

Muitas equipes surgiram com soluções criativas e atraentes, e foram capazes de realizar vendas de tokens de forma extremamente eficaz, colocando-as na trajetória para o sucesso.

Algumas falharam – tanto em seus esforços para alcançarem e convencerem sua futura comunidade de usuários, quanto no processo subsequente de desenvolvimento e / ou entrega dos produtos. Algumas, tendo estudado exaustivamente o setor, optaram por mudar o foco, e perseguir objetivos diferentes, às vezes até mais ambiciosos do que o planejado originalmente.

Logo no começo dos ICOs, a maioria das startups estava lançando soluções básicas baseadas em rede blockchain Ethereum, para atender uma finalidade específica de negócio. Mas, assim que o mercado amadureceu e tornou-se saturado de projetos que abordavam mais ou menos o mesmo escopo limitado de ideias, uma nova tendência emergiu. Os participantes do mercado perceberam que, no atual estágio da tecnologia blockchain, as soluções existentes deixavam muitas lacunas. Voltaram-se, então, para soluções mais abrangentes destinadas a uma aplicação mais ampla, ou seja projetos de infraestrutura.

Essa evolução está bem exemplificada pela empresa Lition. Eles começaram como um aplicativo P2P (peer to peer ou pessoa para pessoa) em tecnologia blockchain Ethereum, projetado para atingir uma indústria específica (energia). Mas eventualmente, vendo uma lacuna e, portanto, uma oportunidade, revisaram seu plano original e transformaram em um projeto de infraestrutura de tecnologia blockchain maciço.

Antes que Lition decidisse administrar um ICO, a empresa já era fornecedora licenciada de energia, com clientes reais e com receitas reais na Alemanha. Em abril de 2018, a empresa lançou seu aplicativo de comércio de energia P2P baseado em blockchain para oferecer energia limpa e econômica a 41 milhões de residências alemãs.

Lition tornou-se assim a primeira empresa de comércio de energia do mundo baseada em tecnologia blockchain P2P, disponível ao mercado de massas. Atualmente, Lition tem clientes em 27 cidades, incluindo Berlim, Hamburgo e Munique. Sua solução original foi construída em tecnologia blockchain Ethereum.

Ao contemplar o ICO como um empurrão para expandir sua participação no mercado, a equipe de Lition chegou em duas importantes conclusões:

  1. Ethereum (e na verdade a maioria das redes blockchain existentes!) tem sérias limitações, que o torna nada ideal para a utilização sustentável em muitos contextos de negócios. As redes em blockchain estão longe de serem consideradas “verdes” (um princípio fundamental para o fornecedor de energia limpa que se preza) e dificilmente são escaláveis ​​para milhares de clientes. Mas, ainda mais importante, é que elas não estão agindo em conformidade com as várias leis da UE, que governam a troca segura dos dados privados e os requisitos relativos à eliminação dos dados exigidos pelo Regulamento geral de proteção de dados (GDPR) da UE.
  2. Se Lition enfrenta esses desafios, então todas as empresas que buscam lançar e ampliar o uso de aplicativos de negócios em ambientes distribuídos com tecnologia blockchain também têm os mesmos problemas. Em suma, todas as soluções de infraestrutura disponíveis não eram boas o suficiente para negócios reais em mercados de massa. Assim, Lition decidiu aumentar o escopo de seu empreendimento em blockchain, indo além do desenvolvimento de dApps (aplicações descentralizadas), para se tornar o padrão de infraestrutura de blockchain para os negócios.

Para desenvolver a solução blockchain, Lition firmou um contrato de co-inovação com a gigante multinacional de software SAP, sediada na Alemanha. SAP tem uma equipe formada por mais de 10.000 engenheiros de software, encarregados em desenvolver armazenamento e camadas de contratos inteligentes. Lition fornece a camada de consenso aberto para a solução. O diretor de tecnologia e membro do conselho executivo da SAP SE, Dr. Jürgen Müller, também está a bordo como consultor de tecnologia da Lition.

Juntos, os parceiros acabaram eventualmente determinando que, por mais sofisticada que fosse a direção original do business, chegou a hora de pensar grande.

E foi assim que Lition, com o apoio de SAP, embarcou em uma aventura completamente nova e empolgante: desenvolver sua própria infraestrutura em blockchain, público-privada e escalável para produtos comerciais. Um sistema que seria equipado com recursos de dados deletáveis, e totalmente compatível às leis e regulamentos aplicáveis, incluindo as mais recentes leis de privacidade de dados da UE.

O protocolo de proprietário da empresa visa ajudar os aplicativos baseados em blockchain a saírem de seu nicho relativamente pequeno e entrar no principal mercado.

A solução de escala que a empresa está desenvolvendo neste momento irá oferecer uma solução rápida, robusta e econômica para uma ampla gama de empresas e setores, incluindo energia, gerenciamento de dados corporativos, finanças, seguros, logística, produtos farmacêuticos, saúde, mídia, viagens, etc. Em suma, tendo começado como um fornecedor de aplicativos descentralizados de escopo limitado, Lition está agora buscando se tornar um projeto considerável de infraestrutura em blockchain, e muito mais além disso.

Investir é especulativo. Ao investir seu capital está em risco. Este site não se destina a uso em jurisdições em que a negociação ou os investimentos descritos são proibidos e só devem ser usados por essas pessoas e de maneiras que sejam legalmente permitidas. Seu investimento pode não se qualificar para a proteção do investidor em seu país ou estado de residência, portanto, conduza sua própria devida diligência. Este site é gratuito para você usar, mas podemos receber comissões das empresas que apresentamos neste site. Clique aqui para obter mais informações.