ICO: “Digmus” com o apoio da Blockchain lutando contra os produtos falsificados

De acordo com a Organização de Cooperação e Desenvolvimento Econômico, o comércio internacional de produtos falsificados e pirateados foi de US$ 250 bilhões em 2007. Por outro lado, a coalizão International Anti-Falsificação relata que o mercado de falsificação gera hoje receita de até US $ 600 bilhões por ano. Isso quer dizer, prejuízo de US $ 600 bilhões para empresas de todo o mundo.

Os produtos falsificados colocam a saúde e segurança dos consumidores em risco em todo o mundo, enquanto roubam os governos locais, empresas e comunidades como um todo através das receitas fiscais, lucros e emprego. Hoje, os falsificadores são capazes de reproduzir alimentos, bebidas, medicamentos, eletrônicos, produtos domésticos, entre outros.

Os produtos falsificados representam até 2,5% do comércio mundial. Isso significa que os métodos usado para impedir esse comércio não tem sido muito eficaz. Após extensas pesquisas e consultas com fabricantes e fornecedores dos produtos afetados, desenvolvedores surgiram com um sistema para armazenar e verificar informações sobre a autenticidade de vários produtos. A Digmus é uma plataforma que está sendo desenvolvida para ajudar a mitigar esse flagelo, recuperar de volta os lucros para os negócios e ajudar o consumidor a comprar marcas autênticas. Em um esforço para renovar a economia, afim de eliminar a falsificação e os produtos pirateados, a plataforma Digmus, esta realizando uma campanha pré-ICO em 12 de outubro de 2017.

Leia também  Rússia se prepara para legalizar ICO's

>>Invista na Digmus agora

Os sistemas Digmus incluem dois componentes, onde o primeiro componente é uma cadeia de blocos que atua como o armazenamento de chaves de produtos únicos e histórico de transferência de produto entre os fornecedores. A fim de garantir a genuinidade dos produtos, o centro de certificados da plataforma verificará a autenticidade da marca e emitirá certificados de assinatura eletrônicos. O banco de dados baseado na blockchain então armazenará as informações do produto e os dados adicionais para verificar a autenticidade. O segundo componente é um aplicativo móvel que será usado para verificar as chaves de produtos e fornecer verificação de sinais adicionais de autenticidade, o centro de certificação, que será controlado pela Digmus, verificará a propriedade da marca registrada, evitando marcas comerciais similares do e revogando esses certificados. Para a Pre-ICO, a Digmus está oferecendo seus tokens à taxa de 300/1 ETH com 300,000 tokens disponíveis para a Venda Pré-ICO. Uma vez que a ICO for lançada, os investidores que comprarem do primeiro lote de tokens receberá 200 tokens por contribuição. No segundo, terceiro e quarto lotes, os investidores receberão 185, 170 e 155 tokens respectivamente pelo mesmo preço. O fornecimento do token para a ICO é fixado em 1.500.000 para o primeiro, segundo e terceiros lotes, com 1.900.000 tokens para o quarto lote. De acordo com o planejamento financeiro, até o ano de 2021, o total de lucros distribuídos entre todos os membros da ICO deverão chegar a US$ 4 milhões por ano.

Leia também  Altcoins: fáceis de criar e difíceis de manter. Quais os perigos de se investir nelas?

Mais informações sobre o Digmus e a ICO estão disponíveis no
site da plataforma.

Guia do Bitcoin

Atenção: Este é um post patrocinado. O Guia do Bitcoin não endossa e não é responsável por qualquer conteúdo, precisão, qualidade, publicidade, produtos ou outros materiais presentes nesta página. Os leitores devem fazer sua própria pesquisa antes de tomar quaisquer ações relacionadas à empresa. O Guia do Bitcoin não se responsabiliza, direta ou indiretamente, por quaisquer danos ou perdas causados por ou relacionados com a utilização ou dependência de quaisquer conteúdos, bens ou serviços mencionados nessa postagem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *